O desrespeito ao meio ambiente e ao próprio ser humano mantém um lixão a céu aberto no Bairro Esmeralda, em Cascavel. A equipe do HojeNews encontrou ontem em uma área na Rua Citrino carne e ovos podres, animais mortos, lixo doméstico, entulho de construção e até restos de confecção.

“Já faz tempo que está assim. Muito lixo, muito inseto. Sempre vemos larvas e mosquitos na região, tudo por causa desse lixo. É o dia inteiro o pessoal jogando lixo. Se ficar aqui uns minutinhos já vai ver como é frequente”, reclama Rafael Oliveira, que mora no bairro.

No local, há vários recipientes com água parada e muitos deles têm larvas de mosquito. A preocupação é que possam ser do Aedes aegypti, transmissor da dengue e do zika vírus.

Há um ano, o HojeNews esteve no mesmo local e denunciou o lixão. Na ocasião, a Secretaria de Meio Ambiente retirou cerca de 20 toneladas de lixo. “Vocês vêm aqui, fazem a reportagem, eles limpam e dá uma amenizada, mas depois volta tudo ao normal. Tinha que ter mais cuidado aqui, mais fiscalização”, reclama Nelson Balicki.

“Problema é a cultura das pessoas”

O diretor da Secretaria de Meio Ambiente, Juarez Vieira, informou que o caso do Bairro Esmeralda “é sério” e que esta semana as equipes estarão na região para fazer a limpeza. Disse ainda que a secretaria deve tomar algumas medidas com relação ao problema, mas não adiantou quais.

Segundo a secretaria, a situação está relacionada à cultura das pessoas em descartar lixo de forma irregular.

O Controle de Endemias informou que a situação será passada para a supervisão do departamento e que equipes vão ao local averiguar o problema e tomar as medidas pertinentes.