SÃO PAULO – A Polícia Federal realiza nesta terça-feira a sexta etapa da Operação Acrônimo. Nesta fase, os alvos são a construtora JHSF e o instituto de pesquisa Vox Populi. As informações são do site G1. Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão nos estados de Minas Gerais e de São Paulo. Não há mandados de prisão.

A Operação Acrônimo investiga um esquema de lavagem de dinheiro em campanhas eleitorais envolvendo gráficas e agências de comunicação. O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), é suspeito de ter utilizado os serviços de uma gráfica durante a campanha eleitoral de 2014 sem a devida declaração dos valores e de ter recebido “vantagens indevidas” do proprietário dessa gráfica, conhecido como Bené.

Policiais federais estiveram no prédio onde mora o governador de Belo Horizonte na manhã desta quinta-feira.