O desenvolvimento de uma rede de contatos para a troca de experiências e conhecimentos, o networking, é uma das competências desejáveis atualmente no mercado de trabalho. Muitos órgãos incentivam a formação dessa rede de relacionamentos já durante a vida acadêmica, como é o caso do Conselho de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), por meio do CreaJr, um programa criado em 2005 com o objetivo de aproximar os estudantes das áreas de Engenharia, Agronomia e Geociências do Sistema Profissional, com incentivo à prática do exercício ético e responsável e ao desenvolvimento de lideranças.

Somente no Paraná, em um universo de 115 instituições de ensino superior, existem aproximadamente 1100 cursos de graduação nas áreas de Engenharia, Agronomia e Geociências, incluindo os presenciais e on-line, nos quais estudam cerca de 90 mil estudantes, segundo estimativa do Crea-PR.

“O perfil do engenheiro, do agrônomo, do geocientista, do técnico, está mudando muito. Exige-se muito mais em termos de formação, de flexibilidade e adaptação por parte desses futuros profissionais. Fala-se muito hoje em soft skills – competências de liderar, de trabalhar em equipe, enfim, de desenvolver outras habilidades e é isso que o mercado está procurando hoje. Profissionais mais completos, que trabalhem em grupos multidisciplinares. O Crea está entrando forte com esse trabalho de fomentar essas frentes por meio de programas como o CreaJr”, aponta Claudemir Prattes, gerente de Relações Institucionais do Crea-PR.

Ao integrar o CreaJr, o estudante tem acesso a diversas vantagens. “São mais de 30 cursos, todos eles ligados ao desenvolvimento de competências, habilidades e atitudes. O Crea-PR trabalha também na promoção de estágios, programas de residência técnica, banco de empregos e estágios, simulador de preenchimento de anotações de responsabilidade técnica, emissão de registros técnicos de atividade acadêmica, que é o acervo técnico acadêmico dos futuros profissionais e emissão de currículo e disponibilização a mais de 20 mil empresas registradas no Conselho. Ou seja, há uma série de ferramentas que o CreaJr hoje oferta ao graduando do Paraná”.

O CreaJr é focado ao estudante. Desde quando se matricula no curso, o graduando já pode fazer parte do programa, acessar plataformas, cursos, e demais vantagens. Lembrando que é uma participação voluntária, não há taxas, nem cobrança por parte do Crea. “Realmente é uma contribuição do Sistema à formação desses futuros profissionais. Não estamos competindo com as universidades, pois não estamos falando de questões técnicas, mas sim sendo um braço, um grande apoiador das nossas instituições na formação de profissionais com múltiplas habilidades.”

Saiba como participar e todas as informações no site do CreaJr-PR: https://creajr.crea-pr.org.br/

Sobre o Crea-PR
O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), criado no ano de 1934, é uma autarquia responsável pela regulamentação e fiscalização dos profissionais da empresa das áreas da engenharia, agronomias e geociências. Além de regulamentar e fiscalizar, o Crea-PR também promove ações de orientação e valorização profissional por meio de termos de fomentos disponibilizados via Editais de Chamamento.

(Assessoria)