MPF instaura procedimento para apurar violência contra indígenas

Foi relatado que moradores e autoridades de duas cidades estão negando acesso a direitos básicos aos indígenas

Guaíra – O MPF (Ministério Público Federal) em Umuarama instaurou procedimento para apurar a denúncia de um quadro generalizado de discriminação e violência contra as comunidades indígenas Avás-Guarani nos municípios de Guaíra e Terra Roxa. A determinação ocorreu após reunião realizada com líderes indígenas realizada segunda-feira (7), na sede da Procuradoria.

Durante o encontro foi relatado que moradores das duas cidades, bem como autoridades municipais, estão negando acesso a direitos básicos aos indígenas, que também estariam sendo alvos de violência. Segundo os líderes, as ocorrências aumentaram nos últimos meses em razão da suspensão do procedimento de demarcação das terras.

O TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) suspendeu os efeitos de uma tutela antecipada concedida pela Justiça Federal de Umuarama que determinava que a Funai (Fundação Nacional do Índio) e a União finalizassem os trabalhos de identificação e delimitação de procedimentos demarcatórios das terras indígenas de Guaíra e Terra Roxa. Todo o procedimento está suspenso desde então.



Fale com a Redação

18 − dois =