O menino de seis anos que morreu no HU (Hospital Universitário) na noite de quinta-feira (15), depois de ter ficado aproximadamente três horas internado vítima de afogamento, pode ter morrido por outras causas, de acordo com o IML (Instituto Médico Legal) de Cascavel.

Isso porque, durante o exame de necropsia, o médico não encontrou sinais de afogamento na vítima, como água no pulmão, por exemplo, que explicaria a morte em decorrência da permanência na água sem respirar.

Com isso, a causa da morte do garoto não ficou definida e por isso os pais dele não conseguiram doar os órgãos do menino. O IML pediu um exame anatomopatológico, que determinará a causa da morte. Porém, as amostras vão para Curitiba e o resultado deve demorar 45 dias, no mínimo. O IML suspeita que a criança teve uma convulsão, mas só o resultado do exame poderá confirmar isso.

Yago Luz, de seis anos, morreu na noite de quinta depois de ficar aproximadamente três horas internado no HU (Hospital Universitário). Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros depois de ser retirado da piscina, onde ficou inconsciente dentro da piscina em uma casa, na Rua Curitiba, Centro de Cascavel. Depois de cerca de 40 minutos de socorro, os bombeiros conseguiram levar a vítima para o hospital. Mas ele não resistiu.

Reveja nossos vídeos do local do acidente: 

 

Vítima afogamento região central Cascavel , rua Curitiba

Posted by O Paraná / Hoje News on Thursday, November 15, 2018

 

Vítima afogamento centro Cascavel

Posted by O Paraná / Hoje News on Thursday, November 15, 2018