Maioria dos manifestantes contrários ao impeachment deixa a Esplanada

BRASÍLIA – Por volta do meio-dia, a maioria dos manifestantes contrários ao impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff concentrados perto do Senado já tinha deixado o local. Enquanto permaneceram lá, fizeram muito barulho, com gritos de ordem contra os senadores favoráveis ao impedimento, contra o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), contra a imprensa e contra o presidente interino Michel Temer, chamado de golpista.

Unimed

No auge, segundo estimativas da Polícia Militar (PM), havia 350 pessoas. Muitos faziam rodinhas para ouvir, no celular de alguém, o depoimento de Dilma no Senado. Um grupo chegou a usar um alto-falante para ampliar o som de um telefone e permitir que mais pessoas ouvissem a presidente afastada.

Depois do meio-dia, muitos procuraram restaurantes ou lanchonetes próximos, que funcionam nos prédios públicos da Esplanada, para almoçar.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação