COTIDIANO

Maior salário do Estado pago a professor é da Unioeste

19 de junho de 2015 às 11:29
Publicidade

Cascavel – Não é de hoje que os supersalários das universidades estaduais são questionados. A folha de pagamento um tanto quanto pesada aos cofres públicos, que em maio deste ano fechou em R$ 126,5 milhões, piora o quadro instável da economia paranaense.

Em todo o Paraná são 14.569 servidores. Destes, 1.224 funcionários têm salários entre R$ 15 mil e R$ 30 mil, e 278 estão na Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná), que novamente entra com destaque nessa lista, e dessa vez na liderança.

O maior salário do Estado a um professor universitário está na Unioeste. Quem recebe é a professora Rosana Aparecida dos Santos, com rendimento mensal de R$ 30.165,71, conforme consta no Portal da Transparência. É até maior que o salário do governador Beto Richa (PSDB) de R$ 29,4 mil por mês. Ainda na Unioeste, há 40 servidores com ganhos mensais superiores a R$ 27 mil.

Apesar das expressivas cifras destinadas a uma parte dos servidores – quase 10% do total – as universidades estaduais seguem em greve há mais de 60 dias, em sete instituições de ensino. Por incrível que pareça, a principal reivindicação de quem está na lista dos supersalários é a reposição salarial, que prevê reajuste de 8,17% a título de inflação.

Outras universidades

A UEM (Universidade Estadual de Maringá) é a segunda instituição do Estado a ter os salários mais elevados, mas a primeira quando se fala em número de servidores que ganham acima de R$ 15 mil – 503 no total.

Em Londrina, na UEL, também há salários altíssimos. Por lá, são 192 servidores que ganham acima de R$ 15 mil, chegando à casa dos R$ 27 mil. Em seguida está a Universidade Estadual de Ponta Grossa, com 139 servidores, a Unicentro, de Guarapuava (95), Uenp, de Jacarezinho (10), e Uenp campus Bandeirantes (7).

(Com informações de Marina Kessler)

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE