A novíssima Lamborghini Huracan, campeã das 24 horas de Daytona, não poderia ter tido estreia melhor no Brasil. Comandada pela dupla Daniel Serra e Chico Longo e preparada pela equipe TMG-Via Itália do experiente Thiago Meneghel, a máquina italiana inscrita sob o número nº 19 venceu sábado as 4 Horas de Curitiba, prova que abriu a temporada 2018 da Endurance Brasil. O grid ainda contou com outros nomes de peso, como Ricardo Maurício, David Muffato, Xandy e Xandinho Negrão. A categoria deu o pontapé inicial para uma temporada de sete etapas que prometem muitas disputas e um campeonato bastante competitivos.

Ao todo, 30 carros compuseram o grid, composto por cinco categorias.

A pole position foi do campeão do Brasileiro de Marcas 2017, Vicente Orige, que com o AJR 88 (JLM Racing), chefiada por Juliano Moro, com o tempo de 1m13s265. A largada aconteceu às 14h, sob um sol escaldante bastante atípico nesta época do ano na capital paranaense, mas durante a prova boas surpresas nas paradas obrigatórias, onde depois de duas horas de prova a chuva deu as caras, além de várias intervenções do safety car por acidentes no decorrer da prova.

A liderança da prova passou por vários líderes, até as 18h em ponto Daniel Serra cruzar a linha de chegada em primeiro lugar, seguido dos atuais campeões da categoria Ricardo Maurício/Marcel Visconde com o Porsche 911 GT3 R nº 70 (Stuttgart Motorsport), e de Xandy e Xandinho Negrão com Mercedes AMG GT3 nº 09 (Scuderia 111).

A próxima etapa será no dia 30 de junho no Autódromo de Interlagos, São Paulo.

Resultado final da 4 Horas de Curitiba:

1º) Daniel Serra/Chico Longo (Lamborghini Huracán), 140 voltas
2º) Marcel Visconde/Ricardo Mauricio (Porsche 911 GT3 R), 139 voltas
3º) Xandy Negrão/Xandinho Negrão (Mercedes-Benz AMG GT3), 138 voltas
Categoria GT3
1º) Daniel Serra/Chico Longo (Lamborghini Huracán)
2º) Marcel Visconde/Ricardo Mauricio (Porsche 911 GT3 R)
3º) Xandy Negrão/Xandinho Negrão (Mercedes-Benz AMG GT3)
Categoria GT4
1º) Sergio Ribas/Guilherme Ribas (BMW M3 GTR)
2º) Henry Visconde/Carlos de Andrade (Audi RS3)
Categoria P1
1º) Tiel de Andrade/Julio Martini – (Tubarão)
2º) Cláudio Ricci/Fernando Poeta/Humberto Giacomello (MCR Lambo)
3º) Ian Ely/Daniel Claudino (MCR)
Categoria P2
1º) Cali Crestani/Fernando Stedile (Tornado)
2º) Henrique Assunção/Fernando Fortes/Emilio Padron/Fernando Ohashi (MRX)
3º) Carlos Antunes/Yuri Antunes/R. Dalpont (MRX)
Categoria P3
1º) Rafael Simon/Gustavo Simon (MRX)
2º) C.Cignetti/R. Furquim/J. P. Magalhães (Protótipo)
3º) C. Brockveld/R. Bonora/R. Holtmann (Protótipo)