Santa Helena – A Itaipu está investindo R$ 26 milhões em obras viárias estratégicas na ligação entre os municípios de Ramilândia e Santa Helena, passando por Missal e Diamante D’Oeste, por meio de um convênio firmado com o governo do Estado. Essa é uma das várias obras de infraestrutura financiadas pela empresa que vão ajudar no escoamento da produção agropecuária da região.

Até 2030, a produção agrícola e de proteína animal terá um grande crescimento no Paraná, preveem representantes da Cooperativa Lar que, na manhã de ontem (14), participaram de uma reunião com o diretor-geral brasileiro da Itaipu, general João Francisco Ferreira, e o diretor de Coordenação, general Luiz Felipe Carbonell, no Centro Executivo, em Foz do Iguaçu.

De acordo com o general Carbonell, o investimento da Itaipu na região oeste atende a dois princípios: a segurança hídrica e a gestão do território. “Tudo isso nos interessa. A conservação das estradas evita o assoreamento e a má utilização do solo. Consequentemente, ajuda na cadeia produtiva da região e na melhoria da qualidade de vida da população”, destacou.

Até maio deste ano, a empresa investiu R$ 179 milhões – com a contrapartida de R$ 138 milhões das prefeituras – em obras que vão desde a conservação do solo e a recuperação de nascentes até a construção de abastecedouros comunitários e de unidades de valorização de recicláveis.