Vacina russa no Paraná

O governador Ratinho Junior disse ontem que a Rússia pretende enviar doses da vacina contra covid-19 a cidadãos russos que vivem no Paraná. Para Ratinho, isso demonstra a confiança do governo daquele país no produto. O Paraná é parceiro na pesquisa, mas, apesar disso, o governador destacou que o Tecpar só poderá iniciar a produção da vacina, caso sua eficácia se comprove, no segundo semestre de 2021.

Também quero

O deputado Cobra Repórter (PSC), vice-líder do Governo na Assembleia Legislativa, disse que as cidades de Londrina, Maringá e Cascavel – as três polos de regiões metropolitanas, também querem receber o auxílio do governo estadual para o transporte público como será feito para Curitiba e região. Projeto nesse sentido deve ser votado na segunda-feira, 24, na Assembleia Legislativa. Sobre estender o auxílio a outras três cidades, o Estado vai estudar o assunto.

Trevo Cataratas

Apesar do otimismo para o início das obras de readequação do Trevo Cataratas, em Cascavel, os trabalhos efetivos só poderão começar após resolvido um “detalhe” importante: a desapropriação das áreas que serão afetadas. São quatro terrenos, segundo o DER-PR, cujos processos de desapropriação estão sendo montados internamente e quase prontos para o começo das negociações. Quem são os proprietários e os valores ainda estariam em levantamento.

Sem data

O DER informou que “não há um prazo, mas as desapropriações serão priorizadas, visando concluir os andamentos com brevidade. Assim que for publicado o decreto de utilidade pública das áreas atingidas já terão início as reuniões com os proprietários”. Contudo, o órgão não soube precisar a data para publicação do decreto.

Guto na Acic

O secretário-chefe da Casa Civil do Governo Ratinho Júnior, Guto Silva, estará nesta sexta-feira em Cascavel. Guto vai participar de encontro com diretores da Acic às 9h30, na sede da associação comercial. Acompanhado do deputado estadual Gugu Bueno e de outras autoridades, o secretário vai debater e dar informações sobre o Plano de Retomada Econômica do Paraná. Medidas de proteção preventiva vão ser adotadas para que o encontro ocorra com o máximo de segurança.

Adeus a Roberto Wypych

O anúncio da morte do agropecuarista Roberto Wypych (92 anos) ontem foi recebido com tristeza por diretores, associados e colaboradores da Coopavel. Wypych construiu uma história de trabalho e dedicação nos anos iniciais da cooperativa e foi um dos mentores da Cotriguaçu. Para o atual presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, as lições de Roberto Wypych não serão esquecidas: “Foi um grande homem e ser humano. Um empreendedor dedicado e impactado pelas causas do bem. Ele fez história na Coopavel e consolidou a sua trajetória como líder e entusiasta do cooperativismo. Temos uma imensa dívida de gratidão com ele”, afirma Dilvo. “O Roberto deixa exemplos e uma grande obra”. Wypych comandou a Coopavel por cinco anos (1974-1979), presidiu a Cotriguaçu e foi vice-presidente da Ocepar. Foi deputado estadual e suplente de senador de Affonso Camargo e, em 1985, chegou a titular da cadeira. Uma das homenagens mais importantes que recebeu foi em 2011, o Título de Cidadão Honorário de Cascavel (foto).