Informe da redação: tapete vermelho para Ratinho, piso do magistério, bônus para Carlos Marun

Avanços em um ano

ALEP Outubro e Novembro

O governador Ratinho Júnior (PSD) fez questão de ressaltar que o Paraná se tornou vitrine para as demais unidades da federação: a economia fortalecida fez com que houvesse aumento de emprego e renda entre os paranaenses. “O Estado foi o que mais cresceu na indústria – de janeiro a novembro cresceu 5,4%”. Ratinho teve grande apoio da iniciativa privada para se eleger e não só cumpriu a meta de investir R$ 10 bilhões em ações no Estado como atingiu R$ 23 bilhões, entre projetos que já ocorreram e outros que estão em implantação em 2020.

Tapete vermelho

Em Toledo, Ratinho foi recebido pela nata agropecuária regional: Dilvo Grolli (Coopavel), Ilmo Werle Welter (Primato), Ademar Pedron (C.Vale) e Elias Zydek (Frimesa) eram alguns dos presentes. Prestígio reconhecido e agradecido pelo governador. “O Brasil voltou a andar e o Paraná será referência novamente. Em 2020 seremos o grande protagonista. Temos uma logística pensada a médio e longo prazos”. Ratinho volta logo ao oeste, para inaugurar a ampliação da pista do aeroporto de Foz do Iguaçu, o que permitirá voos aos Estados Unidos e à Europa. O aeroporto agora está avaliado em R$ 1 bilhão.

Marcha do Paço

E o governador tem mesmo a vocação para unir adversários. Depois de conseguir alinhar o trabalho dos três senadores paranaenses, em Toledo, Ratinho reuniu o atual prefeito, Lucio de Marchi, e os ex-prefeitos José Carlos Schiavinato (deputado federal), Derli Antônio Donin e Beto Lunitti. Algo raro na política.

Piso do magistério

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, confirmou nessa sexta (17) que os professores da educação básica terão reajuste de 12,84% na remuneração. O piso sobe dos R$ 2.557 para R$ 2.886.

Muita calma!

O piso do magistério é um dos pesadelos dos prefeitos das cidades pequenas. A Amsop (Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná) divulgou nota técnica para esclarecer como deve ser efetuado o reajuste do piso salarial do magistério, e orienta que o aumento não provoca efeito cascata, ou seja, não precisa elevar o salário de todo o plano de cargos. Apenas não pode pagar abaixo desse valor.

Impacto na folha

Uma das preocupações da Amsop é com o aumento das despesas com pagamento da folha salarial dos municípios, já que as prefeituras são obrigadas pelo governo federal a pagar o piso, mas não têm compensação proporcional no recebimento de recursos da Educação. De 2009 até 2020 o aumento salarial para a categoria foi de 203%, enquanto o salário mínimo subiu 121% e a inflação do INPC, 61%.

Na Amop

O assunto entra na pauta da Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) na primeira reunião do ano, na manhã da próxima segunda-feira (20), em Cascavel.

Na lista

O advogado Cássio Lobato confirmou a pré-candidatura a prefeito de Foz do Iguaçu. Lobato é filiado ao PSL, mas está em contato com outras legendas, entre elas o Aliança pelo Brasil e o Pros. Ele defende a formação de uma frente política para debater os problemas da cidade com apresentação de propostas no momento adequado. Na última semana, a conversa foi com o deputado Soldado Fruet (Pros).

Bônus extra

Três meses após reassumir o cargo no Conselho de Administração da Itaipu, Carlos Marun ganhou um bônus extra livre de impostos de R$ 47,4 mil e acumulou salário de R$ 74,5 mil em dezembro. A direção da hidrelétrica decidiu pagar 2,8 salários no fim de 2019 para funcionários e diretores para compensar a perda de benefícios revistos na negociação salarial. Além do bônus, Marun recebeu o salário de R$ 27.098. No total, para uma reunião a cada dois meses, foram pagos R$ 74,5 mil.

 


Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação