Revisão da planta imobiliária

Fantasma de todos os proprietários de imóveis, a Prefeitura de Toledo levantou agora a necessidade de revisão da planta de valores imobiliários para base de cálculo do IPTU. O prefeito Lúcio de Marchi diz que há uma “injustiça em Toledo e que quer os vereadores junto nessa caminhada”. A conta é simples: quanto mais caro for o imóvel, maior fica a conta do imposto.

Qual é a conta

O secretário da Fazenda de Toledo, Balnei Rotta, disse que a revisão da Planta de Valores está pronta, com todos os estudos feitos, e agora vai começar a mostrar para a sociedade. Disse que muitas pessoas estão pagando muito pouco e outras estão pagando muito.

Não muda

O secretário disse que vai conversar com os engenheiros e o grupo de imobiliárias, levar a proposta à Câmara de Vereadores e apresentar individualmente, se for preciso. Segundo ele, nesse cálculo de revisão não haverá aumento de arrecadação, sendo “praticamente o mesmo valor, mas fazendo com que cada um pague a sua parte”.

Imóveis

Em Cascavel, a polêmica da hora é outra: as concessões de áreas vencidas. Chama a atenção uma concessão feita pelo ex-prefeito Edgar Bueno lá em 2002: ele cedeu uma parte do Parque Tarqüínio a um empresário. Até hoje a concessão não está baixada nem se sabe se a área continua sendo ocupada.

Forças ocultas

O presidente da Fiep (Federação das Indústrias do Paraná), Edson Campagnolo, revelou que “forças ocultas dentro do governo e da Assembleia” sempre impediram que denúncias que há anos vinham sendo feitas pela entidade sobre irregularidades no sistema de pedágio no Estado – que resultavam em tarifas exorbitantes – fossem realmente investigadas.

Portas abertas

O presidente da Fiep disse ainda que abre os setores técnicos da entidade para que o Ministério Público e o Judiciário obtenham dados sobre as distorções que há tempos vinham sendo apontadas.

Bem que avisaram

E não foi por falta de aviso que os pedágios não foram investigados. De entidades e principalmente da imprensa. Daí de os ex-governadores dizerem que nada tinham com isso chega até a beirar o espanto. Bastava terem dado ouvidos!

Gol de placa

A despeito da operação que investiga suposta fraude no transporte escolar em São Miguel do Iguaçu, vale lembrar que a Divisão de Combate à Corrupção é uma criação da governadora Cida Borghetti (PP), que começa a apresentar resultados.

“Até eu!”

Quando da instituição, Cida foi enfática: “É para investigar todo o mundo, inclusive eu!”

No interior

A Divisão já tem “filhinhos”. Foram constituídas divisões em Londrina e em Cascavel. Por aqui, o grupo já foi designado e ficará sob o comando do delegado Rogerson Luiz Ribas Salgado.

Cida é aprovada por 65%, aponta Ibope

O governo de Cida Borghetti é aprovado por 65% dos paranaenses – entre os conceitos ótimo (6%), bom (26%) e regular (33%), é o que revela a pesquisa Ibope divulgada nessa quinta-feira. Entre os conceitos ruim/péssimo, o governo da progressista recebeu 19%, e outros 15% não souberam avaliar. A pesquisa, encomendada pela RPC, está registrada sob os números: no TRE: PR?07128/2018 e no TSE: BR?03369/2018. O instituto entrevistou 1.204 eleitores de 24 a 26 de setembro. A margem de erro é de 3 pontos e o grau de confiança é de 95%.