Informe da redação do dia 07 de junho de 2019

Lula, Palocci e Bernardo réus

Enquanto discute com os pombos quem deve usar tornozeleira eletrônica, o ex-presidente Lula virou réu de mais um processo, agora na 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília. Lula e seus ex-ministro Antônio Palocci e Paulo Bernardo são suspeitos de terem recebido propina da Odebrecht em troca de favores políticos. A construtura teria prometido R$ 64 milhões a Lula em 2010, caso fosse favorecida em decisões do governo. Segundo o MPF, o dinheiro ficaria à disposição do PT. O empresário Marcelo Odebrecht também foi denunciado.

Em Angola

O procuradores afirmam que uma das contrapartidas exigidas pela empreiteira seria a interferência política para elevar para R$ 1 bilhão um empréstimo concedido pelo BNDES a Angola. Depois de concedido o empréstimo, a Odebrecht, que foi contratada pelo país africano, conseguiu parte da verba com o BNDES. Naquela época, Paulo Bernardo era o ministro do Planejamento e assinou a liberação para o financiamento.

Troca troca

Circula pelos corredores do Palácio Iguaçu que o secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva, deverá voltar à Assembleia Legislativa, o deputado estadual Evandro Araújo (PSD) ganha uma vaga no Executivo, a chefia da Casa Civil vai para João Carlos Ortega (atual Desenvolvimento Urbano) e em seu lugar ficaria o deputado Marcel Micheletto (PR), que abriria vaga para Gugu Bueno (PR), que fez 21.574 votos e hoje responde pela Superintendência de Articulação Regional da Casa Civil no interior do Estado. As informações são da jornalista Roseli Abrão, em seu blog.

Biometria

A Prefeitura de Assis Chateaubriand informa que o TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná) começou com o processo de recadastramento biométrico obrigatório no Município. O Fórum Eleitoral realiza atendimento especial para a revisão biométrica e todos os eleitores devem atualizar as informações, por meio do novo sistema de leitura digital. Quem não comparecer terá o título cancelado pela Justiça Eleitoral. O atendimento é das 12h às 18h, de segunda a sexta-feira. Não esquecer os documentos.

Partido Novo

Apresentar mais candidatos e aumentar a qualidade do debate político nacional são os principais objetivos do Partido Novo para as próximas eleições. “Não há dúvida que o Novo nasceu de um sonho. Hoje somos mais de 2.300 sonhadores espalhados no Paraná. (…) E, em âmbito nacional, já estamos com quase 40 mil filiados”, disse o presidente estadual do partido, Antenor Demeterco Neto.

Alvos municipais

Agora, o partido se prepara para disputar a terceira eleição de sua história e pretende lançar candidatos próprios em pelo menos quatro cidades do Paraná nas próximas eleições: Cascavel, Curitiba, Londrina e Maringá já conquistaram o mínimo de 150 filiados, requisito para os locais que terão disputas para a Câmara e para a prefeitura. Foz do Iguaçu, Paranaguá e São José dos Pinhais completam a lista de cidades que estão próximas a atingir o número de filiados para pleitear candidaturas. A expectativa do partido é definir os locais ainda em junho deste ano.

Exonerados

A Prefeitura de São Miguel do Iguaçu exonerou dois motoristas que foram flagrados pela Operação Muralha, ano passado, na BR-277, carregando em uma ambulância da prefeitura diversas mercadorias contrabandeadas.

Na rua

Foram soltos ontem à tarde os diretores e os funcionários da empresa JMK, presos há dez dias pela Operação Peça Chave, deflagrada pela Polícia Civil para investigar supostas fraudes no sistema de manutenção da frota oficial do Estado. O alvará de soltura foi expedido pela juíza Sayonara Sedano. A JMK tinha contrato com o governo desde 2015 e era responsável pela manutenção de 18 mil veículos oficiais.

 



Fale com a Redação

dezessete − dois =