Custo da máquina

Que o custo da máquina Brasil é pesado todos sabem, mas os números sempre impressionam. Um levantamento da Secretaria do Tesouro Nacional a partir de informações do FMI (Fundo Monetário Internacional) mostra que, entre 74 países, o Brasil tem a nona maior despesa com funcionalismo público. A pesquisa, com dados de 2019, considera a proporção dos gastos com servidores ativos em relação ao PIB e inclui o pagamento da folha nos níveis federal, estadual e municipal, além dos benefícios pagos pela administração pública para o sistema previdenciário. Naquele ano, o Brasil pagou a servidores públicos o equivalente a 12,9% de seu PIB. Em relação aos países do G20, o Brasil aparece na terceira colocação, atrás apenas de Arábia Saudita (17,1%) e África do Sul (15,2%).

 

Reforma tributária

A CNI (Confederação Nacional da Indústria) realiza, nesta terça-feira (8), das 9h30 às 12h, seminário on-line sobre a necessidade de uma reforma tributária ampla para destravar o crescimento da economia. Participam da live: conselheiro emérito da CNI, Armando Monteiro, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), os deputados Ricardo Barros (PP-PR) e Alexis Fonteyne (Novo-SP), professora e consultora especialista em IVA/IBS, advogada Melina Rocha e o diretor do Centro de Cidadania Fiscal, economista Bernard Appy. O debate ocorre em parceria com o Correio Braziliense.

 

Alimenta Brasil

O presidente Jair Bolsonaro tem insistido que o valor médio do programa Bolsa Família deve ser de R$ 300. Atualmente, a cifra gira em torno de R$ 190 por beneficiário. A meta é aumentar em 13 milhões de pessoas o número de atendidos pelo programa de transferência de renda, que hoje tem mais de 14 milhões de brasileiros cadastrados. O nome do programa deve ser alterado para Alimenta Brasil, mas a mudança precisa ser aprovada pelo Congresso.

 

Reestruturação

Em Cascavel, a Câmara aprovou ontem o Projeto de Lei 6 de 2021, que altera a reestruturação organizacional do Município. A prefeitura solicitou o aval da Câmara para separar a Secretaria de Esportes e Lazer da Secretaria de Cultura e ainda a Secretaria de Segurança Pública e Proteção à Comunidade da Secretaria Especial de Políticas sobre Drogas.

 

Eleição I

O pequeno município de Nova Prata do Iguaçu, no sudoeste do Paraná, está em clima de eleições. É que a população irá às urnas no próximo domingo (13) em eleição suplementar para prefeito e vice. A eleição para o chefe do Executivo municipal de outubro de 2020 teve resultado suspenso após o vencedor, Ari Gallert (PTB), ter sua candidatura impugnada. São esperados 8.400 eleitores.

 

Eleição II

Com a impugnação de Gallert, o presidente da Câmara, Sergio Faust (PL), assumiu o Executivo, interinamente. Além de Sergio, serão candidatos novamente o tucano Edilsom Grassi, que ficou em segundo, e Sandro Oltramari (PSB).

 

 

Eleições 2022

E por falar em eleições… A presidente estadual dos Progressistas, deputada Maria Victória, e o governador Ratinho Júnior (PSD) selaram ontem a união do PSD e do PP para 2022. O encontro aconteceu no Palácio Iguaçu e contou com a presença da ex-governadora Cida Borghetti, que estava sendo citada como possível candidata do PP ano que vem. Também estiveram presentes o e líder do Governo na Câmara, Ricardo Barros (marido de Cida), o ex-deputado federal Dilceu Sperafico, o vice-governador Darci Piana e os secretários estaduais João Carlos Ortega e Guto Silva, além de outros. A parceria garantiria ao PP indicar a vice ou ao Senado. Já Ricardo Barros deve tentar novo mandato na Câmara Federal e Cida diz estar muito bem como conselheira na Itaipu Binacional.