Foz do Iguaçu – Foi inaugurada nessa semana a PFF-UP (Penitenciária Feminina de Foz do Iguaçu – Unidade de Progressão). Com capacidade para 248 presas, o espaço é destinado ao atendimento de mulheres em regime fechado. O objetivo é ofertar atividades que possam preparar as detentas para voltarem ao convívio social após o cumprimento da pena.

“A intenção é que essas mulheres tenham aqui uma rotina de vida dentro do cárcere diferente, onde não fiquem apenas trancadas em suas celas, mas que se ocupem com atividades de trabalho e de qualificação profissional”, diz o secretário especial da Administração Penitenciária, Élio de Oliveira Manoel.

A nova unidade foi instalada no mesmo local em que funcionava o Centro de Reintegração Feminino, prédio anexo à Cadeia Pública Laudemir Neves. A novidade é a transformação do espaço com a separação física da carceragem masculina e a criação de uma equipe diretiva própria.

No local serão instalados novos canteiros de trabalho próprios do Estado e também em parceria com a iniciativa privada, além da ampliação da oferta de ensino básico, profissionalizante e da remição de pena pela leitura.

Essa é a segunda unidade de progressão instalada no Paraná. A primeira é a Penitenciária Central do Estado – Unidade de Progressão (PCE-UP), na Região Metropolitana de Curitiba, destinada ao atendimento de presos homens.