Inadimplência tem pequena queda em novembro, informa BC

BRASÍLIA – Com parte do 13º salário na conta e ao renegociar dívidas com os bancos, o brasileiro conseguiu diminuir a inadimplência em novembro. O nível de calote das famílias caiu de 4,2% para 4,1%, de acordo com os dados publicados nesta sexta-feira pelo Banco Central.

brde1

Somente em novembro, as pessoas físicas renegociaram R$ 2,3 bilhões de empréstimos atrasados. O saldo desse tipo de dívida aumentou 0,1% chegou a R$ 29,2 bilhões. A alta nos últimos 12 meses foi de 9,1%.

As empresas também diminuíram a taxa de inadimplência em 0,1 ponto percentual de 3,6% para 3,5%. Elas aproveitam para fazer novas operações com juros mais baixos.

A taxa média de juros das operações de crédito do sistema financeiro atingiu 33% ao ano em novembro: queda de 0,3 ponto percentual no mês. Esse é o custo geral tanto para pessoas físicas quanto jurídicas. Para as famílias, a taxa média ficou estável em 42,7% ao ano.

O saldo das operações de crédito do sistema financeiro aumento 0,3% no mês e chegou a R$ 3,1 bilhões em novembro.


Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação