Hospital de Foz do Iguaçu é habilitado pelo Lacen para fazer teste de covid-19

Habilitação acontece no mesmo dia em que um terceiro paciente do novo coronavírus teve alta hospitalar.

A partir de agora, os casos do novo coronavírus encaminhados pelo município de Foz do Iguaçu para investigação no Hospital Ministro Costa Cavalcanti já podem fazer parte dos dados oficiais do boletim da Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu. A habilitação do HMCC foi oficializada nesta segunda-feira (27), pelo Laboratório Central do Estado (Lacen), um mês depois de obter o credenciamento para aplicar os testes.

Quando usar máscara de pano

Com a quinta contraprova feita pelo hospital, a partir da coleta de um paciente internado, o HMCC está oficialmente habilitado. Caberá à 9ª Regional definir o fluxo de envio das amostras dos casos. Elas poderão ser mandadas para o Lacen ou diretamente para o Costa, com possibilidade de conseguir o resultado do diagnóstico mais rápido.

Essa autonomia dará mais rapidez para o município conseguir ter um mapa completo sobre a real situação da propagação da pandemia na cidade. Com esse processo finalizado e a adoção de outras frentes para o enfrentamento ao novo coronavírus, Foz do Iguaçu pretende fazer uma testagem em massa da covid-19.

A habilitação ocorre no mesmo dia em que o Hospital Ministro Costa Cavalcanti comemora a alta de um terceiro paciente curado da covid-19. A exemplo dos outros dois pacientes, durante a internação ele recebeu tratamento à base de hidroxicloroquina em combinação com azitromicina, associadas a outros medicamentos. É o mesmo protocolo adotado por hospitais de referência em casos de internamento de pacientes graves, como o Albert Einstein, em São Paulo, um dos mais respeitados do mundo.

Para o diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, a habilitação do HMCC vai dar mais tranquilidade ao município, que vem buscando formas de sair rapidamente da crise. “Nessa hora, a união é que faz toda a diferença. São várias frentes num mesmo objetivo: cuidar da saúde da nossa gente para tentar voltar à normalidade”.

O diretor-superintendente do HMCC, Fernando Cossa, vai na mesma linha. “Não poderíamos estar mais satisfeitos. Temos duas boas notícias no mesmo dia. A primeira é a alta do terceiro paciente e a segunda a habilitação do HMCC”. E complementa: “Foi um luta intensa para obtermos essa conquista. Muitas pessoas estiveram e estão trabalhando dia e noite nesse processo. Todos estão de parabéns”.

Investimentos contra a covid-19

Só no combate direto à covid-19, Itaipu investiu cerca de R$ 15 milhões. O HMCC foi reestruturado com equipamentos e insumos para o enfrentamento à pandemia. O centro hospitalar criou uma ala exclusiva para o internamento de pacientes infectados. Além disso, está empregando parte desses recursos para ajudar a 9ª Regional de Saúde no mapeamento epidemiológico.

Até esta segunda-feira (27), Foz tinha 42 casos confirmados do novo coronavírus, dos quais 31 pacientes já estão recuperados e sete permanecem em isolamento domiciliar. Dois óbitos pela doença foram registrados.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

3 + três =