O Hospital de Campanha de Toledo, montado no Instituto João Paulo II, localizado na Estrada da Usina recebeu mais doações da comunidade. Nesta semana, 40 colchões foram doados pela empresa Anjos Colchões, localizada em Capitão Leônidas Marques. Com o apoio do Móveis Conforto foi possível buscar as doações e já acomodar nos leitos.

Desde que começou a ser instalado, outras empresas já contribuíram com Hospital de Campanha do município. O Proprietário da Modilac Indústria e Comércio de Móveis, fez a doação de sete sofás hospitalares com valores estimados em mais de R$ 11,5 mil. Os equipamentos foram entregues diretamente pelos funcionários da empresa. Além deles, o Lions Clube de Toledo também realizou a entrega de 100 mantas de microfibra. Parte da doação foi de responsabilidade do Lions Clube e outra parte é oriunda da campanha que fizeram no comércio da cidade. As camas foram doadas pela Prati Donaduzzi.

A Secretária de Saúde, Denise Liell, agradeceu o envolvimento da comunidade por meio das doações e das Secretarias de governo envolvidas com a saúde para que tudo esteja preparado para o funcionamento.

HOSPITAL DE CAMPANHA

A estrutura tem capacidade para 80 leitos, podendo se necessário expandir para 120 leitos. São espaços organizados para cada tipo de atendimento. No formato de apartamentos, com dois leitos cada, estão preparados 23 quartos. Além disso, o Hospital de Campanha terá a “Sala Vermelha”, uma espécie de sala de emergência onde ficarão os pacientes desestabilizados e que necessitarem de uma atenção maior até serem transferidos.

O perfil de pacientes que irão para o Hospital de Campanha são aqueles com covid-19, mas que não tem condições de ficarem em casa por conta de alguma descompensação. Não são pacientes graves.

Central de especialidades não está entregando exames

Os usuários que possuem exames deverão procurar as suas unidades de referência, conforme reorganização da Secretaria de Saúde

Uma preocupação levantada pelos profissionais de saúde que atuam na Central de Especialidades é quanto ao número de pessoas que estão indo pessoalmente procurar resultados de exames na unidade. Como a recepção da Central está sendo utilizada pelo Pronto Atendimento Municipal Dr Jorge Milton Nunes (Mini Hospital) em função da reorganização do serviço, esse fluxo de pessoas se torna desnecessário no local.

A Diretora da Central de Especialidades, Jaqueline Laís Baumgarten, informou que a Central está sem atendimento ao público. “As guias e exames foram encaminhadas para as unidades básicas de saúde de referência. O paciente poderá se dirigir a sua unidade para a retirada do exame. Lembrando que com a reorganização dos serviços, pode ser que não seja a UBS mais próxima da sua casa”, explica.

Já com relação às guias para a realização de exames e consultas é necessário aguardar a ligação de um dos profissionais informando onde deverá fazer a retirada. “Vamos tentar ligar aqui da central, visto que as unidades estarão com serviço dobrado”, informou Jaqueline.

Gestantes

O Centro de Especialidades continua realizando o agendamento para ultrassom de gestantes, obstetrícia de alto risco, nefrologista, cardiologista e oncologista. As demais especialidades estão canceladas por enquanto.

O agendamento é realizado por meio do encaminhamento da unidade básica de saúde. “Só estamos agendando em menor quantidade para evitar aglomerações de pacientes no dia da consulta. Nestes casos quem liga pro paciente ir retirar a guia é a própria unidade. Então, a orientação seria aguardar a ligação para confirmação de consultas e exames”, reforça a Diretora.

Unidades de referência

A UBS São Francisco é referência para a população do Alto Panorama, Panorama e São Francisco; O Centro de Saúde é referência para a população da Paulista, Bressan, Porto Alegre e Centro; a UBS Maracanã é referência do próprio Maracanã; UBS Europa é referência para Jardim Concórdia, Santa Clara e Europa; e UBS Coopagro é referência para Industrial, Pancera, Cosmos e Coopagro.

Interior

As unidades de referência para os atendimentos no interior são a ESF São Luiz (Boa Vista fechará), ESF Vila Nova (Novo Sobradinho fechará) e Vila Ipiranga (Dois Irmãos fechará).

COE decide manter academias fechadas

O Município de Toledo esclarece que conforme o decreto º 772, de 4 de abril de 2020, continuam suspensas até o dia 19 de abril de 2020, as atividades de academias de ginástica, musculação e congêneres, ressalvada a concessão de medida liminar a um estabelecimento.

Em virtude dessa decisão judicial, os integrantes do COE – Centro de Operações de Emergência se reuniram, na quarta-feira (8), para deliberar sobre a abertura de todos os estabelecimentos do segmento das atividades de academia, musculação e congêneres. O COE decidiu que os estabelecimentos devem permanecer fechados, haja vista o alto risco de transmissão do novo coronavirus em tais ambientes, os quais decorrem do aumento da frequência respiratória e do ato reflexo de respirar pela boca, que proativa de exercícios costuma ocasionar e com maior possibilidade da eliminação de vírus no ambiente, mesmo por pessoas aparentemente saudáveis.

Os atuais conhecimentos científicos mostram um elevado percentual de pessoas como sendo portadoras assintomáticas, com ausência de sintomas da covid-19 mas com alto potencial de contágio direto para outras pessoas e de contágio indireto em equipamentos e instalações de tais ambientes, nos quais a limpeza de suas instalações é complexa, pela multiplicidade de aparelhos e pelo tempo de permanência do vírus em suspensão e em superfícies.

Dessa forma, o Município de Toledo, pautado em trabalho técnico do COE, informa que irá recorrer da decisão judicial, objetivando o fechamento do estabelecimento que foi autorizado a abrir com base em uma liminar. Mais informações podem ser obtidas no site oficial https://www.toledo.pr.gov.br/ ou pelo telefone 3055-8814.