O homem de 28 anos que ficou desaparecido por seis dias após cair em um vale no Pico Paraná, na Região Metropolitana de Curitiba, sobreviveu tomando água de rio e racionando barras de cereais e frutas, segundo o Corpo de Bombeiros.

De acordo com o capitão Alexis Iverson Martins, comandante do Grupo de Operações de Socorro Tático (Gost), o rapaz caiu no Vale do Cacatu quando descia do pico, no dia 6 de setembro, e não conseguiu deixar o local, até ser resgatado no domingo (12).

“Ele tinha frutas e barras de cereais na mochila, ele sobreviveu com isso. Ele teve a perspicácia de racionar os alimentos e, como ele estava em uma região de vale, ele tinha acesso à água. em todos estes dias ele sobreviveu com a água do rio, laranjas e barras de cereais”, afirmou o capitão.

De acordo com o Gost, Maicon Willian Batista estava subindo o pico com um grupo de amigas, se separou do grupo e caiu no vale desacordado.O acidente aconteceu de noite e quando estava chovendo no momento.

“Ele tinha diversas lesões na face, provavelmente uma fratura”, afirmou o comandante.

Maicon foi encontrado quando os bombeiros passaram pelo Vale do Cacatu e fizeram técnicas de chamado. O rapaz ouviu e respondeu.
“Do local que ele foi encontrado até onde ele foi extraído pela aeronave, demorou cerca de quatro ou cinco horas”, afirmou o capitão.
Resgate

Cerca de 80 bombeiros participaram das buscas ao longo da semana.
Os bombeiros começaram a procura pelo rapaz na área da trilha e depois em regiões mais afastadas.
O Pico Paraná tem 1,8 mil metros de altura e é a montanha mais alta da região Sul do Brasil.

 

Fonte: G1 Paraná