O crescimento que a Cascavel de Ouro experimentou no automobilismo brasileiro nas últimas temporadas tem despertado o interesse de um número cada vez maior de pilotos por uma vaga no grid da 32ª edição. Competidores de vários estados farão na corrida de 18 de novembro sua estreia na corrida de longa duração mais tradicional do automobilismo paranaense. A disputa no Autódromo Internacional Zilmar Beux terá R$ 150 mil em premiação.

Uma das duplas que confirmam a primeira participação na Cascavel de Ouro é formada pelo paranaense Gefferson de Lima e pelo catarinense Felipe Lobo. Eles vão revezar, nos treinos e nas três horas de corrida, a pilotagem do VW Gol número 132 da RB Motorsport. A equipe de Curitiba terá dois carros na disputa – o outro, inscrito sob o número 7, será pilotado por Ariel Barranco e seu filho Rafael, que vão disputar a corrida em dupla pela segunda vez.

“A Cascavel de Ouro é a principal corrida de Marcas do Brasil, e por isso é a que atrai pilotos em quantidade e também em qualidade”, aponta Lima, que neste ano disputa o Metropolitano de Marcas de Curitiba e ocupa o quinto lugar na classificação geral, com um segundo e um terceiro lugar conquistados nas duas últimas etapas. No Paranaense, ele está em sexto. “É uma festa anual do automobilismo, felizmente – e finalmente – nossa estreia deu certo”.

Gabriel Crepaldi

As duas últimas semanas foram de intensas atividades no kartismo nacional. Com todas as atenções de seus praticantes voltadas para o Kartódromo Granja Viana, em Cotia (SP), pilotos e equipes disputaram a 53ª edição do Campeonato Brasileiro, que reuniu mais de 430 participantes divididos em duas fases. Gabriel Crepaldi (Academia Shell/Impressos Store/Artemidia/Bravar), que participara da primeira fase, voltou à pista, agora para competir na segunda fase pela categoria Codasur Júnior, que daria a seu campeão uma vaga para disputar o Campeonato Mundial na Suécia. Mais uma vez ele subiu ao pódio, conquistando o terceiro lugar.

F-1 de luto

Afastado segunda-feira da presidência do Grupo Fiat e da Ferrari para cuidar da saúde, Sergio Marchionne morreu ontem, aos 66 anos, na Suíça, em decorrência de complicações de uma cirurgia a que se submeteu recentemente. Seu quadro de saúde se complicou nos últimos dois meses em função de um câncer de pulmão.

Guilherme Peixoto

Guilherme Peixoto (GMAX/Mini/TR3/Dirani Coach/XYZ), de 15 anos, conquistou o oitavo lugar da categoria Graduados no 53º Campeonato Brasileiro de Kart, encerrado sábado no Kartódromo da Granja Viana, em Cotia, na Grande São Paulo. O resultado, ainda que abaixo das expectativas do piloto e de sua equipe, valeu a Guilherme a participação – pela primeira vez em sua carreira – na final da Seletiva de Kart Petrobras, marcada para novembro também na Granja Viana.