A possível abertura da fronteira entre Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú (Argentina), fechada desde março deste ano, preocupa, uma vez que os casos positivos de covid-19 no Brasil são altos.

“Temos que ser cautelosos, isso tem que ser discutido em uma mesa com representantes de todas as entidades”, disse a AHT (Associação de Hotéis de Turismo da Argentina) ao site La Voz De Cataratas.

O governo da província de Misiones entende que as fronteiras não serão abertas tão cedo e aguarda a definição do presidente Alberto Fernández, “até porque no dia 16 de agosto expira o prazo determinado para o fechamento das fronteiras”, afirmou.

O governador de Misiones, Oscar Herrera Ahuad, propôs cautela. “Estamos super ajustados e felizmente temos espaço para respirar. Se abrir (a Ponte da Fraternidade), ficará complicado”, afirmou ele ao La Voz De Cataratas.

Fonte: Portal da Cidade de Foz do Iguaçu