Foz do Iguaçu é o principal destaque da campanha de marketing estadual na retomada do turismo no Paraná. Nas peças publicitárias veiculadas na TV, rádio, jornal e internet, as imagens dos atrativos iguaçuenses, como as Cataratas do Iguaçu, são as mais usadas. Em vídeo promocional de 30 de segundos, por exemplo, os frames de Foz aparecem por sete vezes embalados em trilha e música que exaltam os ativos do turismo paranaense.

A promoção estadual soma-se à segunda edição da campanha “Vem pra Foz” divulgada desde julho pela Itaipu Binacional em parceria com o Codefoz e prefeitura. A Itaipu credita o aumento da visitação registrado no último mês à campanha, à vacinação em massa contra a covid e aos cuidados com a segurança sanitária dos atrativos, hotelaria, gastronomia e no setor de serviços.

“As campanhas são extremamente positivas e fundamentais. Os destinos turísticos devem estar constantemente nas prateleiras, nas mentes e nos corações das pessoas. Temos que impulsioná-los, através de campanhas e na divulgação de conteúdos na imprensa e redes sociais, e convidar, é claro, as pessoas, mostrando que temos o melhor na segurança, na beleza e na receptividade”, disse Paulo Angeli, secretário municipal de Turismo, Projetos Estratégicos e Inovação.

Atrativos próximos

A proposta da campanha estadual, explicou o secretário estadual Márcio Nunes (Desenvolvimento Sustentável e do Turismo), mobiliza o próprio paranaense na indicação de atrativos próximos que possam ser conhecidos pela família de carro, com toda a segurança possível, e visitantes de outros estados que pretendem fazer viagens aéreas curtas.

“A pandemia foi um momento de pensar em uma nova forma de promover o turismo, com destinos voltados à natureza, principalmente. O Paraná tem atrativos em várias áreas com potencial para serem explorados, como o turismo cultural, rural, gastronômico, religioso e de aventura”, disse o secretário.

Aquecimento

A retomada do turismo ganhou fôlego em julho e Foz do Iguaçu, novamente, é o principal exemplo. A cidade teve o maior índice de ocupação em hotéis desde setembro do ano passado, com 35,5%. E também o aumento de visitantes nos atrativos como o registrado nas nas Cataratas do Iguaçu que subiu 105%, com 56.819 pessoas em julho, ante 27.739 em junho.

No Parque Nacional o acréscimo foi de 12% no comparativo do primeiro semestre de 2021 com o segundo semestre de 2020. Este ano, foram 208.360 ingressos, segundo dados do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Nos últimos seis meses do ano passado, houve 185.861 acessos.

O Complexo Turístico da Itaipu, que reúne uma série de atrativos no entorno e na usina binacional, confirmou um aumento superior a 21%. No primeiro semestre deste ano, o circuito recebeu 94.594 visitantes, contra 74.151 de julho a dezembro do ano passado.

O remodelado aeroporto internacional registrou, de janeiro a junho deste ano, 345.207 embarques e desembarques, crescimento de 42% no comparativo com julho a dezembro do ano passado (241.765).