Jane Dzyvara e os dois filhos passaram a tarde de ontem tentando resgatar objetos, móveis e roupas que não foram destruídos pelo fogo que tomou a casa na noite de quarta-feira (28). “Estamos vendo o que podemos aproveitar e o que está inteiro, né? Não sobrou quase nada, mas o pouquinho que a gente consegue pegar de volta já faz diferença pra quem perdeu tudo”, diz Jane.

Ela e os filhos moravam no imóvel, que era alugado, há cerca de 11 meses e não sabe como o fogo começou. “Não tinha ninguém em casa. Eu e minha filha estávamos trabalhando e meu filho estudando, quando os vizinhos ligaram. O fogo espalhou tão rápido que quando os bombeiros conseguiram apagar não tinha mais nada pra resgatar. Nem o gato e o cachorro que estavam dentro da casa foram salvos. Só um gato que conseguiu escapar”, lamenta.

Jane denuncia ainda que alguns objetos foram furtados do local durante a noite.

Ela não sabe onde vai morar. Por enquanto, estão em casas de amigos e parentes. Jane pede doação de roupas, alimentos e objetos em geral para casa. Quem quiser ajudar pode entrar em contato com ela pelo telefone (45) 98402-6304.

O incêndio

A casa fica na Rua Rio Oiapoque, esquina com a Avenida Piquiri, no Bairro São Cristóvão, em Cascavel. O fogo começou por volta das 21h de quarta-feira. Vizinhos acionaram os Bombeiros, mas as chamas se espalharam rapidamente e a casa logo foi tomada pelas chamas.

Ainda não se sabe como o fogo começou. Jane Dzyvara conta que nada havia no local que pudesse causar o incêndio.

Um inquérito para apurar o fato foi aberto pela Polícia Civil.

A possibilidade de o incêndio ter sido criminoso não está descartada, e o laudo pericial vai apontar se há indício de crime.