Envolvido em escândalo, secretário se diz alvo de “perseguição política”

Dione procurou a Polícia Civil de Nova Aurora para registrar a denúncia e identificar os responsáveis por difamá-lo publicamente.

Cafelândia – O secretário de Obras de Cafelândia, Dione Beppler, promete processar por danos morais envolvidos em áudios que foram compartilhados em grupos de WhatsApp relatando que ele estaria em uma área rural com uma mulher durante horário de expediente.

Dione procurou a Polícia Civil de Nova Aurora para registrar a denúncia e identificar os responsáveis por difamá-lo publicamente.

O secretário de Obras nega que estivesse acompanhado durante as vistorias que fez a um loteamento em Central Santo Antônio, onde a prefeitura fiscaliza a implantação da infraestrutura. “Estava sozinho. Fiz o contorno por um dos acessos, onde fica uma lavoura, encontrei um produtor rural, desci do veículo e conversamos. Se estivesse acompanhado, desceria do veículo?”, indaga o secretário, que desmente todas as gravações compartilhadas.

Ele acredita que a denúncia tenha partido de adversários políticos da atual gestão municipal. “Sou funcionário público desde o primeiro prefeito. Tudo o que tem na cidade tenho conhecimento. Nunca tive problema com ninguém. Fiquei constrangido com o que estão falando e vou seguir com o processo até que os responsáveis sejam punidos”.

 

 

Mosquito da dengue nas áreas externas

Fale com a Redação