Eliminatórias: CBF atende a Tite e anunciará antecipadamente a programação

Cada convocação de Tite corresponderá a dois jogos, sendo uma no Brasil e outra fora do País.

Rio de Janeiro – Ainda sem definir a cidade, o estádio e a data em que a seleção brasileira estreará na temporada 2020, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) revelou, na manhã de ontem (13), que a equipe do técnico Tite atuará no Nordeste contra a Bolívia, na última semana de março, pela primeira rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo Catar 2022.

Mais do que isso, confirmou que adotará uma postura diferenciada em relação aos últimos anos no quesito “programação”. É que até o fim deste mês, o coordenador de seleções, Juninho Paulista, divulgará os locais dos nove jogos da seleção na competição (até novembro de 2021), rechaçando qualquer possível chance de compromisso com federações locais às vésperas dos duelos. Com tudo definido, não haverá manobra para mudanças por politicagem.

O fato de adiantar a programação agrega ao planejamento técnico, afinal, este teria sido um pedido de Tite, que já reforçou que sua maior preocupação tem sido o estado que eles encontrarão os gramados dos estádios brasileiros.

Com isso, a CBF deixar claro aos proprietários dos estádios que eles terão tempo o suficiente para deixar o espaço em boas condições de receber as partidas e treinamentos da Canarinho.

Outro fator que passará a ser levado em consideração é o critério geográfico. Cada convocação de Tite corresponderá a dois jogos, sendo uma no Brasil e outra fora do País. Para isso, serão organizadas logísticas que ajudem a evitar viagens longas e desgastantes. Na primeira rodada, por exemplo, depois de enfrentar a Bolívia no Nordeste, a delegação vai embarcar rumo a Lima, palco do segundo jogo das eliminatórias, diante do Peru.



Fale com a Redação

catorze + dezoito =