Cascavel – As cidades de Francisco Beltrão, Cascavel, Umuarama e Apucarana acabam de receber quatro novos CAS (Centros de Apoio ao Surdo e aos Profissionais da Educação de Surdos). Juntas, as unidades atenderão cerca de 14 mil pessoas e ampliam o atendimento a este público, que antes era feito apenas nos CAS de Curitiba e Guarapuava.
O Centro de Francisco Beltrão vai funcionar no Colégio Estadual Dr. Eduardo Virmond Suplicy e atenderá os Núcleos Regionais de Educação de Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Laranjeiras do Sul e Pato Branco, com uma população de 4.534 pessoas surdas.

Ontem foi inaugurado o CAS de Cascavel, que funcionará no Colégio Estadual Itagiba Fortunato, abrangendo os Núcleos Regionais de Educação de Assis Chateaubriand, Cascavel, Foz do Iguaçu e Toledo, com uma população de 2.731 pessoas surdas.

Em Umuarama, o CAS ficará no Colégio Estadual Prof. Paulo A. Tomazinho, responsável pelo atendimento dos NREs de Campo Mourão, Cianorte, Goioerê, Loanda, Paranavaí e Umuarama, com uma população de 2.244 pessoas surdas.
Em Apucarana, o CAS atenderá os Núcleos Regionais de Educação de Apucarana, Cornélio Procópio, Ibaiti, Jacarezinho, Londrina, Maringá, Telêmaco Borba, e Wenceslau Braz, com uma população de 5.259 pessoas surdas.

“O legado que estamos deixando no que se refere à educação de surdos no Paraná é ímpar na história do Estado. Em 2010 havia apenas um centro, em Curitiba, para atender o Paraná inteiro. Em março desde ano o município de Guarapuava ganhou um CAS e agora inauguramos mais quatro centros. Isso demonstra o respeito do Governo do Estado com este público”, afirmou a secretária estadual da Educação, Lucia Cortez.

Centros

Os centros são espaços dedicados à capacitação de profissionais da área, como tradutores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras) e professores bilíngues surdos e ouvintes.

Os cursos são ofertados preferencialmente a profissionais da rede estadual, mas também estão disponíveis para professores de outras redes e comunidade escolar.

A equipe de cada CAS é composta por profissionais surdos e ouvintes da Secretaria da Educação, incluindo pedagogos, professores e tradutores e intérpretes de Libras.

Os Centros de Apoio ao Surdo e aos Profissionais da Educação de Surdos organizam suas atividades em cinco núcleos de atuação: Núcleo de Capacitação de Profissionais da Educação de Surdos; Núcleo de Atendimento Educacional

Especializado; Núcleo de Apoio Didático-Pedagógico e Tecnológico; Núcleo de Pesquisa; Núcleo de Convivência.