A equipe agronômica já se mobiliza para a realização da 31ª edição do Dia de Campo Copacol dias 11, 12 e 13 de janeiro de 2022, no CPA (Centro de Pesquisa Agrícola), em Cafelândia. São aguardados mais de 6,9 mil visitantes do Oeste e do Sudoeste do Paraná para compartilhamento de conhecimento do campo para obtenção de melhores resultados nas futuras safras.

O evento será realizado com a presença dos cooperados, mas para isso a Copacol está tomando todas as medidas preventivas para evitar a contaminação do Coronavírus. Além do uso de máscara e álcool em gel, os visitantes passarão por aferição da temperatura e deverão apresentar comprovante da vacina. As inscrições ocorrem na Unidade LAC.

Às 8h30 haverá abertura seguida da palestra Cenário e Tendências do Mercado Agrícola, com o consultor de mercado especialista em comodities da StoneX, Étore Barone.

No campo experimental ocorrerão workshops: Manejo Físico do Solo para Altas Produtividades; Estratégias para o Manejo de Pragas na Cultura da Soja; Desafios para o Manejo do Complexo de Enfezamentos no Sistema Soja/Milho; Ajuste Populacional e Qualidade da Semente de Soja; Vitrine de Cultivares de soja.

De acordo com o gerente técnico, Tiago Madalosso, o Dia de Campo Copacol será o primeiro evento presencial de maior expressão, após o período crítico da pandemia, o que causa grande expectativa da equipe organizadora. “Optamos por realizar o evento em três dias para atender as normas de segurança em relação a Covid-19, por isso, será cobrado o uso da máscara, vamos disponibilizar o álcool em gel e aferir a temperatura dos visitantes para que possamos ter um evento seguro”.

No primeiro dia, 11, haverá a participação dos cooperados de Cafelândia, Jesuítas, Iracema do Oeste, Carajá e Bom Princípio (Toledo). No dia 12, cooperados de Formosa do Oeste, Goioerê, Universo, Palmitópolis, Capanema e Planalto; Já dia 13 participam os cooperados de Jotaesse (Tupãssi), Nova Aurora, Palmitolândia, Central Santa Cruz, Melissa Pérola e Pranchita. “Reforçamos o convite a todos os cooperados, pois esse é um momento onde além de acompanhar as novidades e o resultados de nossos estudos no CPA [Centro de Pesquisa Agrícola], o cooperado pode também interagir com outros agricultores da região, compartilhando experiências”.

CPA

Localizado em Cafelândia, o CPA conta com uma área de 84 hectares onde são conduzidas mais de 10 mil parcelas experimentais a campo por ano, além de serem realizadas mais 6 mil análises de controle de qualidade de semente e de fertilizantes por ano, incluindo testes de germinação, vigor, tetrazólio e sanidade das sementes, testes de resistência de pragas e doenças, e aferição dos níveis de nutrientes dos fertilizantes comercializados.

Credenciado pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), o CPA conta com estrutura para pesquisa e uma equipe de mestres em agronomia que contribui com a geração de informações para o aumento da eficiência no campo. Estes credenciamentos permitem estudos de novas moléculas ainda não liberadas, o que garante maior segurança na recomendação desses produtos quando liberados para a comercialização. Além disso, o CPA participa de redes de pesquisa oficiais em parcerias público/privadas, como, por exemplo, as redes de avaliação de fungicidas para soja, o milho e de inseticidas para o percevejo marrom. Todos estes trabalhos evidenciam o Centro de Pesquisa da Copacol como um polo de produção científica e tecnológica na região Oeste do Paraná.

(Assessoria)