COTIDIANO

Crise econômica derruba número de empresas ativas no Paraná

24 de junho de 2015 às 11:06
Publicidade

Curitiba – Como era de se esperar, a crise econômica que assola a economia brasileira já se reflete na abertura e fechamento de empresas no Estado. De acordo com dados da Jucepar (Junta Comercial do Paraná), nos primeiros cinco meses deste ano as constituições de empresas e filiais caíram 8,79%, enquanto a extinção cresceu 22,37% na comparação com o mesmo período do ano anterior. São os piores resultados desde 2011.

Os dados da Jucepar revelam que nem mesmo as iniciativas do governo do Estado para facilitar a abertura de empresas foram capazes de incentivar os empresários, acuados diante do futuro nebuloso da economia do País e do próprio Estado.

Em 2015, foram abertas 17.779 empresas entre janeiro e maio, enquanto no mesmo período do ano passado haviam sido constituídas 19.493 novos empreendimentos.

Em todo o Estado, somente sete das 66 regionais registraram alta na criação de empresas. São elas: Paranaguá (2,21%), Santo Antônio do Sudoeste (54,17%), Telêmaco Borba (12,93%), Araucária (7,37%), Pinhais (49,15%), Nova Londrina (566,67%) e Lapa (27,03%).

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE