Com a reforma em fase de acabamento, a Cozinha Social de Toledo iniciou nessa terça-feira (6) o cadastro de produtores rurais interessados em fornecer gêneros alimentícios necessários para os serviços realizados no espaço, responsável pelo preparo das refeições servidas nos restaurantes populares e nos estabelecimentos da rede municipal de ensino. Divididos em sete grupos – carnes, laticínios, legumes, massas, panificados, tubérculos e raízes, e verduras e temperos – o Chamamento Público para Credenciamento nº 003/2021 prossegue até 8 de agosto e deve ser realizado na própria sede do órgão (Avenida Maripá, 7001) em horário comercial (de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h).

Três documentos são necessários para todos que desejam participar do certame: cópia da carteira de identidade (RG), cópia da inscrição no Cadastro de Pessoa Física (CPF), e cópia do extrato ou da versão principal da Declaração e Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP/Pronaf). Com exceção dos fornecedores do grupo “carnes”, também deve ser apresentada a cópia da licença sanitária vigente ou cópia de comprovante de protocolo de solicitação no departamento competente efetuado nos últimos seis meses. Para produtos orgânicos, é preciso ainda uma cópia do Certificado de Orgânicos.

O valor referência do edital é de R$ 1.233.187,70, o qual, durante o contrato, que vai de agosto deste ano até o mesmo mês de 2022, pode sofrer alterações. “Todo produtor que cumprir as exigências do chamamento fará parte do nosso cadastro e nosso objetivo é que ninguém fique sem fornecer alimentos para a Cozinha Social. Toda a produção que não passar do limite de R$ 6.500,00 por DAP será comprada”, garante o diretor da Cozinha Social, Luiz Carlos Bazei.

O diretor informa que este contrato também inclui o fornecimento de alimentos para atividades promovidas por grupos de idosos ativos e cadastrados no governo municipal e que recebem deste recursos para serem realizados na proporção do número de associados. “Esse tipo de compra para eventos ‘per capita’ era feita via licitação e agora o processo se tornará muito mais simples. É um jogo de ‘ganha-ganha’, pois estes idosos terão refeições da mais alta qualidade ao mesmo tempo em que a agricultura familiar em Toledo torna-se ainda mais favorecida”, salienta Bazei. “Este edital contribui para a restauração e o fortalecimento das políticas públicas de segurança alimentar e nutricional, adotadas como uma das prioridades desta gestão”, observa.

Para tirar dúvidas ou obter mais informações, os produtores podem entrar em contato pelos telefones (45) 99147-2742  ou 3379-1520.