Quedas do Iguaçu – O polo têxtil de Quedas do Iguaçu se transformou no segmento que mais gera emprego na cidade e tem fortalecido a economia local. Com o crescimento da demanda por mão de obra, foi necessário investir em cursos especializados e, na semana passada, a primeira turma com 27 alunos concluiu e recebeu os diplomas do curso de costura industrial. O curo foi desenvolvido pelo Senai/Sesi em parceria com o programa EJA (Educação de Jovens e Adultos).

A cerimônia de entrega dos certificados de conclusão do curso aconteceu no antigo mercado do produtor, onde a atual administração disponibilizou espaço com maquinário para os aprendizes.

Foram dois meses de curso e os alunos tiveram a possibilidade de buscar o aprimoramento e agora estão aptos para o mercado do trabalho. “O Senai e essa parceria com as indústrias buscou fornecer e capacitar essas pessoas para que hoje elas consigam serem inseridas nas fábricas”, destacou a orientadora do EJA Simone Mistura.

O empresário Mauri Dalmolin, que participou da solenidade, disse que “é importante para o Município, para a população e para as pessoas que querem ter um emprego um curso como esse”.

Também empresário do ramo têxtil, Vagner Fogaça endossou as palavras de Dalmolin e concordou ser importante para a indústria absorver o pessoal que faz o treinamento porque “ainda temos muita carência de pessoal com capacitação”.

A formatura contou com a presença de empresários e a representante do Senai, Marcia Caime. O secretário Paulo Fabiane representou a prefeita Marlene Revers na solenidade.