Cascavel – A Comissão Especial formada na Câmara de Cascavel para revisar e colocar em prática as leis municipais que tratam de datas comemorativas e da denominação de logradouros e próprios públicos se reuniu novamente esta semana. A comissão é formada pela vereadora Beth Leal (Republicanos), Josias de Souza (MDB), Dr. Lauri (PROS), Cidão da Telepar (PSB e Professor Santello (PTB), e, nessa reunião, contou com a presença do diretor legislativo, Anderson Carvalho, e da procuradora jurídica, Aline Guerke da Cruz.

Desde 1953, quando foi instalado o Poder Legislativo em Cascavel, até 2021, mais de 500 leis para dar nome a próprios públicos e logradouros foram aprovadas e estão na gaveta. “Por muitos anos, os projetos dessa natureza eram apresentados sem a indicação do local que receberia aquele nome, por isso há centenas de leis em arquivo hoje” explica a vereadora Beth Leal.

Hoje, os vereadores só podem apresentar uma homenagem com o nome de um cidadão já indicando o prédio público ou a rua que receberá o nome, após verificado se já não existe nomeação.

A comissão também recebeu representantes dos Correios e da Sanepar, que detalharam as dificuldades que têm para localizar certos endereços na cidade, seja porque os prédios não têm em sua fachada o nome oficial ou porque as ruas têm vários nomes diferentes em sua extensão.

Um ofício será encaminhado à prefeitura com as leis encontradas para que o Município se pronuncie sobre qual providência deseja tomar em relação a essas homenagens que não foram efetivadas e sobre aquelas em que há algum tipo de erro ou conflito de informações.

A partir de agora, a Comissão irá concentrar seu trabalho na análise das datas inseridas no Calendário Oficial do Município.