COTIDIANO

Com dificuldades, Apofilab busca ajuda para continuar atendendo

27 de junho de 2015 às 12:38
Publicidade

Cascavel – Criada há 23 anos, a Apofilab (Associação de Portadores de Fissura Lábio-Palatal) luta com dificuldades para cumprir a nobre missão de estender a mão ao próximo.

A Apofilab atende pessoas que nasceram com fissura no lábio ou céu da boca e que precisam do devido tratamento para seguir suas vidas com normalidade. Desde 1991 em Cascavel, a entidade já garantiu 1.060 procedimentos cirúrgicos a bebês e crianças, que são acompanhados até o início da fase adulta.

A Apofilab cobre uma área de 78 municípios e é uma das seis do Estado que prestam esse relevante serviço às suas comunidades. Atualmente, são 224 crianças em atendimento por semana.

Com 32 funcionários, parte cedida pelo município e Estado, a Apofilab depende, para cobrir mais da metade das suas despesas, da ajuda de empresas e de doações de pessoas sensíveis à causa.

Há um convênio com o governo estadual, porém ele cobre apenas alguns dos custos da instituição. Promoções e eventos também colaboram para colocar dinheiro no caixa da entidade, que é extremamente bem-vindo, de acordo com o presidente da Apofilab, Domingos Pascoal.

“A destinação de parte dedutível do Imposto de Renda também pode ser feita a essa entidade, e lhes seremos muito gratos”, ressalta Pascoal

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE