Com abril mais frio dos últimos 47 anos, maio estreia com geada

Quem ainda não tirou casacos e cobertas do armário, pode se preparar

Cascavel – Quem ainda não tirou casacos e cobertas do armário, pode se preparar. A previsão para os próximos dias é de temperaturas bem baixas e até registros de geadas.

Quando usar máscara de pano

De acordo com o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), a tão esperada chuva chega, mas não no volume necessário e, de quebra, traz muito frio. Na região oeste do Paraná, estão previstos cerca de 20 milímetros entre segunda e terça-feira (5). Após a frente fria que causa a chuva, vem uma massa de ar polar que derruba as temperaturas.

Na quarta-feira (6) a mínima ainda fica em 12ºC, mas a máxima não passa de 20ºC. Já na quinta-feira (7) a mínima na região de Cascavel pode chegar a 3ºC e, nos locais mais baixos, com formação de geada.

A sexta-feira (8) continua fria, com mínima de 6ºC e máxima de 19º, e deve continuar assim pelo menos até o dia 14.

 

Abril gelado

O mês de abril de 2020 ficou 1ºC abaixo da média do período de 1973 a 2020. O ano em que abril foi mais semelhante foi 1975, quando teve a chamada geada negra. Para quem não lembra, 1975 foi um ano marcado na história do Paraná pela geada mais intensa do século XX, e houve registro de neve em muitas cidades, inclusive em Cascavel.

Em 2013 foi outro ano em que nevou no Paraná, especialmente em Guarapuava, e em Cascavel houve chuva congelada.

Outra similaridade: 1975 precedeu três anos seguidos de forte estiagem. Em 1978 houve um déficit de 37% na precipitação do Paraná, situação muito parecida com a que vem sendo registrada desde 2019, quando houve déficit de 23%, e 2020 acumula de 33%, com menor acumulado desde 2004.

 

Estiagem

A falta de chuvas normais no Paraná vem sendo sentida há quase um ano. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a estiagem tem sido causada por passagens rápidas de frentes frias, que são sistemas meteorológicos associados a volumes de chuva mais significativos.

Diante da estiagem que atinge todo o Paraná e a Região Sul do País, a expectativa era de que o outono e o inverno trouxessem a regularização das chuvas, mas essa não é a previsão.

No prognóstico climático trimestral, o Inmet mostra que, para os meses de maio, junho e julho deste ano, as chuvas deverão permanecer abaixo da média do trimestre, principalmente no oeste, no sudoeste e no norte do Paraná.

Portanto, o fim do outono e o início do inverno continuarão com poucas chuvas.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

vinte − treze =