Afrouxou

A vergonhosa decisão do plenário do Senado em afrouxar a Lei da Ficha Limpa, aprovando projeto de lei que derruba a pena de inelegibilidade para quem for condenado em crimes eleitorais com pagamento de multas, já rende repercussão no meio jurídico. Ex-juiz idealizador da Ficha Limpa, que barrou muita gente enrolada com a Justiça nas eleições, Márlon Reis reclama à Coluna: “Essa medida do Congresso, composto por uma maioria que conta com o apoio do Governo Bolsonaro, é um golpe no anseio da sociedade por transparência e integridade na gestão da coisa pública. Não nos deixaremos abater. Precisamos preservar essa lei, que é uma conquista de todos os brasileiros”.

 

Tentativa

Já existe um forte movimento suprapartidário para tentar convencer o presidente Bolsonaro a não sancionar o projeto aprovado na última quarta-feira.

 

Aras na pista

O PGR Augusto Aras jantou com três ministros do STF na residência de um ministro do Governo Bolsonaro, e ganhou o apoio do trio para a vaga do aposentado Marco Aurélio.

 

Mas…

Falta combinar com Bolsonaro, que, por ora, mantém a indicação do super-rejeitado André Mendonça (ex-AGU). O leitor encontra os bastidores na “Coluna do Mazzini”, que estreia amanhã na Revista Isto É nas bancas.

 

São Tomés

O PSL e o DEM dão na segunda-feira o primeiro passo para a fusão, data informada à reportagem para a primeira reunião dos dirigentes das legendas. Mas tem quem aposte contra e só acredita vendo a ata do novo partido homolagada no TSE.

 

Eminência parda

O que consta é que ACM Neto, acostumado a protagonismo nacional, dá um passo à discrição, estratégico. Ele quer focar a sua candidatura ao Governo da Bahia e vai escalar o aliado Elmar Nascimento para cuidar das negociações de palanques nos Estados para as eleições de 2022 – pela parte do futuro extinto DEM.

 

Em baixa

O Ministério da Família e Direitos Humanos está perdendo voz no Governo e protagonismo no Congresso. Estão paradas as pautas de combate ao infanticídio indígena e pedofilia, e a de apoio ao homeschooling.

 

Entre amigos

O ex-deputado Benício Tavares, hoje cadeirante, e ex-presidente da Câmara Legislativa do DF, aposentou-se e foi lotado na Segunda Secretaria do Senado Federal.

 

Segredos da guerrilha

O jornalista mineiro Lucas Ferraz, residente na Itália, mexeu num vespeiro polêmico, e ainda tabu para estudiosos e repórteres sobre um episódio da História do Brasil. Em “Injustiçados – Execuções de militantes nos tribunais revolucionários durante a ditadura” (Cia das Letras, 256 pág), ele narra as mortes dentro dos grupos armados da militância de esquerda, por supostas traições. Com nomes das vítimas e detalhes.

 

Fazer o bem

Nem só de notícia ruim vive o brasileiro. O “1º Prêmio Razões para Acreditar” vai homenagear pessoas comuns que fizeram a diferença em 2021. O evento será anual e trará premiação para 16 categorias, com votação aberta ao público. Com o slogan “Não é que o mundo esteja pior, você que não fica sabendo das coisas boas que acontecem”, a plataforma soma mais de 30 mil histórias inspiradoras desde a sua fundação, em 2012.

 

LGPD na pauta

A recém-implantada Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais ainda é um mistério para empresas. A Every Cybersecurity and GRC, e a One Trust, líderes de mercado, uniram-se para realizar na terça (21) um webinar para mostrar que a gestão de segurança, privacidade e riscos pode ficar mais fácil e barata. (link https://lnkd.in/dvBagvEa).