Alerta do verão

Um dos signatários de uma carta de alerta ao então presidente Fernando Henrique em 1999 sobre a crise energética, e ex-membro do Conselho Nacional de Política Energética, o engenheiro Wagner Victer tem repetido a gestores públicos e à bancada federal do Rio de Janeiro um recado para chegar ao presidente Jair Bolsonaro: o Brasil precisa retomar este ano o Horário de Verão. “Historicamente, o Horário traz uma redução de consumo que vai de 0,6% a 0,8% e uma redução da demanda no horário de pico da ordem de 4% a 4,5%. Qualquer economia daqui para frente será importante, especialmente nos horários de ponta, para enfrentar a grande crise hídrica”.

 

Viu de perto

Victer foi secretário de Energia e Petróleo do Estado do Rio de Janeiro no fim dos anos 90 e, à época, compôs o comitê gestor de combate à crise de energia no País.

 

Seca braba

O Brasil depende muito da matriz hidrelétrica, sofre com a seca há meses, e reservatórios estão bem abaixo do limite. “Não há como prescindir dessa ferramenta nesse momento gravíssimo”, argumenta o engenheiro.

 

Mineiro sendo mineiro

O vereador Canela Love, de Itapecerica (190 km de BH), fez questão de ordem na Câmara cobrando pão de queijo ao presidente da Casa. Está de regime e precisa comer.

 

Padrinhos fortes

Adriano Aro, advogado e presidente da Federação Mineira de Futebol, é o potencial novo desembargador de Minas. Ele é irmão do deputado federal Marcelo Aro, um dos líderes da bancada mineira e ponte do governador Romeu Zema no Congresso.

 

PF merece

A Polícia Federal, com autorização da Justiça, caracterizou uma Lamborghini Gallardo para ações educativas pelo País. Foi apreendida numa operação contra corrupção.

 

PM também

Em Arraial D’Ajuda, distrito de Porto Seguro, há três anos a Polícia Militar utiliza um Ford Fusion e uma Mercedes para patrulha, caracterizados, apreendidos de traficantes.

 

A senha…

A carta do presidente do PTB, Roberto Jefferson, ainda preso, é tida por militantes como senha para os protestos do 7 de Setembro pelo País, entre apoiadores de Bolsonaro. Nela, diz que o presidente é a ruptura contra “a chance de os agentes da elite do Estado voltarem a delinquir e rapinar”.

 

…e o juízo

Apesar de toda a grita, tensão e especulações sobre suposto golpe do presidente contra as instituições democráticas e os outros dois Poderes, ministros palacianos descartam esse cenário. Há quem aponte nas Forças Armadas que Bolsonaro seria o primeiro preso numa tentativa dessas.

 

Vida voltando

A vida vai voltando ao normal após o pico da pandemia de covid-19 e com o avanço da vacinação. Decisão do TRT da 10ª Região determinou a realização de nova eleição do Sindicato dos Bombeiros Civis do DF. A discussão era para a Justiça decidir se seria agora ou só depois de controlada a situação da saúde pública.

 

Cadeia nele!

Num ato covarde após uma briga de trânsito ontem no Lago Sul, bairro nobre de Brasília, o advogado Paulo Ricardo Milhomem atropelou a advogada Tatiana Thelecildes Matsunaga, e passou com o carro por cima dela. Seu estado é grave.