Brasil-Paraguai

O secretário estadual de Infraestrutura, Sandro Alex, esteve em Foz do Iguaçu para acompanhar a vistoria nas obras de construção da Ponte da Integração, que está sendo construída entre Brasil e Paraguai. “Esta é uma das obras mais importantes do País e, com orgulho, ela está sendo realizada pelo governo do Paraná, com a parceria do DER. Estamos com o cronograma em dia, chegando a 64% da execução dessa obra. É uma grande obra e, para além da sua funcionalidade, será mais um belo cartão-postal da nossa Foz do Iguaçu”, disse.

 

SEI

O presidente do TCE-PR (Tribunal de Contas do Estado do Paraná), conselheiro Fabio Camargo, oficializou o pedido de cessão do direito de uso do SEI (Sistema Eletrônico de Informações), desenvolvido pelo TRF-4. A utilização daquele sistema não terá custos ao TCE-PR e está alinhada ao objetivo de propor soluções tecnológicas para a melhoria dos processos, agilizando ainda mais o trâmite, facilitando o acesso e possibilitando mais integração com os jurisdicionados.

 

Fronteiras abertas

Os destinos que há pouco tempo abriram as suas fronteiras para brasileiros já registram um aumento considerável na procura por viagens a lazer, segundo as operadoras de viagens. Os destaques são a França, que permite desde julho a entrada de visitantes vindos do Brasil, e a Suíça, com fronteiras abertas desde o fim de junho. Em ambas as nações, é exigido um comprovante de vacinação das duas doses contra a covid-19.

 

Emprego

O estudo realizado pela FGV (Fundação Getulio Vargas) mostra que o mercado de trabalho está se recuperando dos efeitos da pandemia e já apresenta números semelhantes ao período anterior à doença. O Iaemp (Indicador Antecedente de Emprego), calculado pela instituição, aponta que houve uma alta de 1,6 ponto entre junho e julho, chegando a 89,2 pontos, maior nível desde fevereiro de 2020.

 

Prestação de contas

Termina no próximo dia 17 de setembro o prazo para que partidos políticos e candidatos não eleitos nas Eleições Municipais de 2020 apresentem à Justiça Eleitoral as mídias eletrônicas com os documentos de suas prestações de contas eleitorais. O prazo para a prestação de contas das campanhas de candidatos e partidos políticos no pleito do ano passado havia sido suspenso em março por conta do risco de transmissão do novo coronavírus.

 

Energia renovável

O estudo divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), nesta semana, mostra que o Brasil passou a assumir papel de liderança no processo de transição energética com a utilização de energias renováveis, no bloco dos Brics, composto ainda por Rússia, Índia, China e África do Sul. De acordo com os dados, a matriz energética brasileira, em 2019, foi formada por 45% de fontes renováveis e 54% de fontes fósseis.

 

Energia renovável II

O estudo informa que a matriz energética dos demais países do Brics está altamente concentrada na utilização de energias fósseis. O maior percentual foi registrado na África do Sul, com a matriz energética formada por 97% de energia fóssil, seguida de Rússia (94%), que se caracteriza pela elevada utilização de petróleo, Índia (92%) e China (87%).

 

Nova direção

O novo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, tomou posse no Palácio do Planalto na quarta-feira. Em seu discurso, disse a Jair Bolsonaro que pretende atuar como um “amortecedor” e ter “equilíbrio” em suas ações. Além da posse oficial, o novo chefe da Casa Civil protagonizou uma festa em uma mansão no Lago Sul de Brasília.