Cascavel voltou a ser destaque em transparência nas questões ligadas ao enfrentamento à covid-19. O Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR) apontou que o Município  atendeu a 95% dos critérios utilizados no questionário que teve como foco medir a transparência das ações de vacinação da população nos municípios paranaenses. Os números estão inseridos em uma nova versão do Índice de Transparência da Administração Pública (ITP).

No ano passado, o Ministério Público já tinha apontado que entre os 20 municípios do Estado que mais investiram em aquisições para o enfrentamento à pademia, Cascavel foi a terceira com menos gastos per capita.

Agora, Cascavel voltou a ficar em terceiro lugar entre os grandes municípios, atrás apenas de Foz do Iguaçu e Guarapuava que atingiram nota máxima. O Município ficou bem acima da média geral que foi de 54,2%.

O formulário trouxe 11 questões a respeito da divulgação no Portal da Transparência, ou Site Oficial, do plano de ação municipal para a vacinação da população; informações sobre a segurança, eficácia e potenciais riscos e benefícios das vacinas utilizadas; ordem dos grupos prioritários a serem imunizados, com destaque para a fase vigente no momento; “vacinômetro”;  quantitativo de insumos e doses de vacinas recebidas ou adquiridas; canais para denúncia de “fura-filas” e outras irregularidades; telefones e horários de funcionamento dos pontos de imunização; processos de aquisição de insumos e vacinas; e do registro de possível sobra de doses de imunizantes.

“As ações de enfrentamento à pandemia muitas vezes exigem pressa e com a vacinação não é diferente, mas nem por isso podemos relaxar nas informações à população. Fazemos tudo com transparência e zelo”, destaca o prefeito Leonaldo Paranhos.