Os animais do Zoológico Bosque Guarani, em Foz do Iguaçu, devem começar a ser retirados do local em 30 dias. O local está sendo revitalizado e deve ser transformado em um parque.

A Secretaria de Meio Ambiente entrou em contato nos últimos meses com zoológicos e outras entidades de proteção animal, que pudessem receber as espécies. Pablo Mendes, responsável administrativo do Bosque Guarani, informou que parte dos animais devem ser transferidos para o zoológico de Cascavel. A cidade deve receber de 30 a 40 animais, entre entre aves, jacarés e a onça-pintada.
“Cascavel mostrou interesse em receber alguns animais. O Ibama foi até o local e constatou que eles podem receber poucos animais, entre eles a onça, que depende de uma autorização do ICMBio e da Associação Biológica do Brasil”, contou Mendes.

Para serem remanejados, os animais silvestres precisam de autorização do Instituto Água e Terra (IAT), caso permaneçam no Paraná. Se forem transferidos para outros estados a licença é analisada pelo Ibama.

A outra parte dos animais poderá ser abrigada pelo Mantenedouro São Braz, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul e o zoológico do Rio de Janeiro. Ainda segundo Pablo Mendes, os macacos-prego são os com maior dificuldade para encontrar um novo local.

Fonte: Rádio Cultura Foz