A 35ª Cascavel de Ouro já tem data definida. Mantendo o regulamento técnico do Turismo Nacional, a prova longa mais importante do automobilismo do Sul do Brasil confrontará pilotos do País inteiro no dia 31 de outubro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel.

Além do troféu mais tradicional do esporte brasileiro, a corrida colocará em disputa para os pilotos vencedores um prêmio em dinheiro que poderá chegar a R$ 100 mil – o valor total será definido pelo número de carros inscritos.

A programação preliminar incluirá a segunda edição da Cascavel de Prata, experimentada pela primeira vez em 2020 com carros da Classe 2 – neste ano haverá no grid uma categoria para os carros da categoria Turismo Brasil 1.4. O prêmio para a dupla ou o trio que vencer a corrida poderá chegar a R$ 50 mil, igualmente dependendo do número de carros inscritos. Tanto a Cascavel de Ouro quanto a Cascavel de Prata têm grid limitado a 55 carros.

Primeiro inscrito

É do automobilismo de Santa Catarina a primeira inscrição para a 35ª Cascavel de Ouro. Jorge Martelli foi o primeiro garantir participação na tradicional prova e irá representar a cidade de Chapecó. Martelli vai pilotar o VW New Polo da GT1 Martelli Racing, equipe coordenada pelo também piloto Michel Giusti. Seu parceiro para as três horas de corrida será anunciado nos próximos dias. O carro terá o número 87, que acompanha o catarinense desde seu início de carreira.

Foto: Cleocinei Zonta