Octacampeão alemão e vencedor da Copa da Alemanha, o ofensivo time comandado pelo estreante treinador Hans-Dieter Flick massacrou o Barcelona nas quartas de final da Liga dos Campeões (8 x 2) e se classificou para a semifinal com 100% de aproveitamento. Com 39 gols em apenas 9 jogos, média de 4,33 por partida, o poderoso Bayern tem não só o melhor ataque nessa Liga dos Campeões, como é tem a maior média de gols na história da competição desde 1992/93, quando mudou o nome e adotou esse novo formato.

De quebra, o Bayern foi o primeiro time na história a fazer 4 gols no Barcelona no primeiro tempo de um jogo desde os tempos da Copa dos Campeões (1955-2020) e também o primeiro a marcar mais de 4 gols no clube espanhol na principal competição europeia.
O Bayern fez o que quis do Barcelona, tendo Muller (2), Perisic, Gnabry, Kimmich, Lewandowski e Coutinho (2) assinado os oito golos frente ao Barcelona, que reduziu através do gol contra de Alaba e a finalização de Suárez.

O resultado de 8-2 até poderia ser pior se o guardião Ter Stegen não tivesse assinado um punhado de defesas excepcionais.

O Bayern aguarda agora pelo desfecho do Manchester City – Lyon para saber quem irá enfrentar nas semi-finais.