O delegado da Polícia Federal Jair de Almeida Ricci alerta sobre o fato de bandidos estarem usando mulheres e crianças para tentar enganar a fiscalização de agentes federais especialmente na região de fronteira.

Segundo ele, na Delegacia de Cascavel, nos últimos dez dias foram feitas três grandes apreensões de celulares em que havia mulheres e crianças.

Nesses casos, além de responder pelo crime de descaminho, os criminosos também respondem por corrupção de menores, cujas penas são de 1 a 4 anos de reclusão (para cada crime), além da recolha da criança envolvida ao Conselho Tutelar.