O Bairro Maria Luiza, em Cascavel, ganha importante reforço em segurança a partir de hoje. Além das câmeras, alarmes e cercas elétricas já vistos nas casas, moradores poderão contar com uma parceria para ter mais tranquilidade no dia a dia.

Projeto inovador na cidade prevê a instalação de seis modernas câmeras de monitoramento em ruas por parte de empresa especializada nesses serviços e o acesso às imagens que forem registradas estarão na palma da mão dos moradores.

Assim que os equipamentos estiverem operando haverá uma reunião na Associação de Moradores para que todas as famílias conheçam como funcionará o projeto e a qualidade dos serviços. “A empresa ficará responsável pela instalação e pela manutenção das câmeras. As imagens ficarão armazenadas por até sete dias e quem quiser visualizar os pontos monitorados deverá pagar R$ 50 mensalmente”, explica o presidente da Associação de Moradores do Bairro Maria Luiza, Ibraim Carneiro da Silva Sobrinho.

Segundo ele, o custo é baixo diante da segurança garantida: “Quem quiser ver se há movimentação na rua antes de voltar para casa ou mesmo se certificar de alguma atitude suspeita, agora terá condições por meio de aplicativo no próprio celular que também tem interatividade”, adianta o presidente da associação.

 

Fase experimental

Por enquanto, nessa fase experimental, haverá câmeras em cinco pontos na Rua Alexandre de Gusmão e uma na Hyeda Baggio Mayer. “A expectativa é de que futuramente todas as ruas do bairro sejam monitoradas”, revela Ibraim Carneiro da Silva Sobrinho.

Morador do Bairro Maria Luiza há 14 anos, Valter Carminati reconhece que a medida é importante diante dos índices de criminalidade, mas afirma que os investimentos poderiam partir do poder público. “Já temos custos alto com impostos, então acredito que o reforço na área da segurança não deveria ser apenas da comunidade”.

 

Superposte

Em audiência pública realizada no Bairro Cancelli, neste mês, moradores sugeriram a instalação de superpostes com câmeras a exemplo dos que já existem na Praça da Bíblia e no Trevo Cataratas e cujas imagens são monitoradas pela Guarda Municipal de Cascavel.

A Secretaria de Planejamento e Gestão entende a necessidade de maior segurança e fará estudos no sentido de atender as reivindicações da comunidade. “Um dos pedidos é para instalação na Rua Jorge Lacerda e será analisado com a Guarda Municipal, que é responsável pelo monitoramento técnico. Se houver viabilidade, haverá estudos para o certame de compra ou terceirização do serviço”, informou a secretaria.

Ainda de acordo com a secretaria, o Município deve garantir reforço em monitoramento com aquisição de câmeras para instalação interna e externa em espaços públicos. No entanto, ainda não há uma previsão de quanto será investido nem quais os locais a serem escolhidos.