Alerta Geada pode ajudar cafeicultores do noroeste

Para lavouras com idade entre seis e 24 meses, a recomendação é amontoar terra no tronco das árvores

No noroeste do Estado, onde o café é plantado em uma área de 108.885 hectares, em 24 municípios. O Alerta Geada,  deve fazer a diferença para os produtores. O serviço é oferecido pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater (IDR-Paraná) e o Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná) de maio a setembro para auxiliar os produtores a adotar técnicas para proteger os cafezais

Quando usar máscara de pano

As cidades onde há maior produção de café no Noroeste do Paraná são Altônia (84 quilômetros de Umuarama) onde existe 159 hectares plantados e São Jorge do Patrocínio (78 quilômetros de Umuarama), com 436 hectares a colher. Umuarama fica em terceiro lugar, com uma área de 86 hectares da cultura.

Segundo o economista do Deral (Departamento de Economia Rural), Ático Ferreira, a possibilidade de que uma geada afete as cidades onde há maior plantação de café é pequena. “Estes dois municípios, onde há maior área plantada de café na região, ficam à beira do Rio Paraná e por isso pode ser qu3e não sejam atingidos, ao contrário do que pode acontecer em municípios mais aio sul, como Francisco Alves, Mariluz, Brasilândia do Sul e Alto Piquiri”, explica.

Recomendação

Para lavouras com idade entre seis e 24 meses, a recomendação é amontoar terra no tronco das árvores, até o primeiro par de folhas, já neste mês de maio, para proteger as gemas e evitar a morte da planta. Para plantios com até seis meses, recomenda-se simplesmente enterrar as mudas quando houver emissão do Alerta Geada. Viveiros devem ser protegidos com várias camadas de cobertura plástica.

Nos dois últimos casos, lavouras novas e viveiros, a proteção deve ser retirada.

Conforme o Deral, a área ocupada com lavouras de café no Paraná é de 38,1 mil hectares e, desse total, 1.990 já podem se beneficiar do Alerta Geada, pois são ocupados com lavouras de até 24 meses – aí incluídos 590 ha de implantação ainda mais recente, de até seis meses.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

19 − 1 =