Adolescente desaparecida teria sido jogada em rio com jacarés

nintchdbpict000262767332.jpgCHARLESTON, EUA ? O caso de Brittanee Drexel, desaparecida aos 17 anos na Carolina do Sul, ganhou um novo rumo com o depoimento apresentado pelo FBI nessa segunda-feira em uma audiência. De acordo com um prisioneiro que cumpre pena por outro crime, mas que estaria presente na ocasião da morte da adolescente, ela foi estuprada por vários homens, assassinada com dois tiros e jogada em um pântano para ser devorada por jacarés, como contou o jornal americano ?The Post and Courier?.

JK

Taquan Brown, condenado por homicídio culposo, contou ao guarda Gerrick Munoz o que testemunhou em uma casa na região de McClellanville, a 98 km da praia de Myrtle Beach, onde a jovem foi vista pela última vez durante as férias de primavera de 2009. Enquanto estava no local, um depósito onde se guardava dinheiro, armas e drogas, Brown viu Timothy Da?Shaun Taylor, então com 16 anos, abusando sexualmente de Drexel. Outros homens que estavam no quarto teriam feito o mesmo.

Quando Brown estava do lado de fora da casa com outras duas pessoas, a jovem tentou fugir, mas foi golpeada com uma arma, levada de volta para dentro e assassinada a tiros. O presidiário supõe que Taylor fez o disparo, provavelmente porque o sequestro já estava sendo amplamente divulgado pela mídia. De acordo com Munoz, outro preso confirmou o relato de Brown e contou que Taylor a sequestrou em Myrtle Beach e a levou para McClellanville para oferecê-la a uma rede de tráfico humano. O oficial afirmou que várias testemunhas viram o corpo ser jogado em um pântano para ser devorado por jacarés. O FBI fez buscas em vários lagos da região, mas não obteve resultados.

O testemunho foi apresentado em uma audiência contra Taylor, de 25 anos, acusado de ter roubado uma loja do McDonald?s. Ele confirmou que foi o motorista do grupo de criminosos. No entanto, promotores estão tentando trazer o julgamento para o âmbito federal, apresentando as provas que podem levar Taylor à prisão perpétua. O juiz sentenciou uma fiança de US$ 10.000, que ele pagou no mesmo dia da audiência. A mãe de Taylor disse ao ?The Post and Courier? que o suposto envolvimento do filho com o sequestro de Drexel é ?loucura? e está sendo usado por autoridades ansiosas para resolver o caso.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação