Dos 75 foragidos de penitenciária paraguaia, onze foram recapturados

64 fugitivos da penitenciária de Pedro Juan Caballero ainda estão soltos

Um brasileiro que estava foragido da Penitenciária de Pedro Juan Caballero foi recapturado neste domingo(26), numa localidade rural perto do município onde fica o presídio. Segundo a polícia paraguaia, ele faz parte do grupo criminoso Primeiro Comando da Capital (PCC).

Com a prisão do brasileiro, somam onze os recapturados, dos 75 que escaparam do presídio (foram 76, mas um deles foi preso ainda no túnel de fuga). O brasileiro foi identicado como Mauro Vieira, de 27 anos, condenado por tráfico de drogas. A recaptura foi na tarde de ontem(26), quando o foragido preparava-se para
tomar banho, quando percebeu a presença da polícia e tentou fugir.

O delegado Roberto Alfonso contou que o foragido ameaçou os policiais, dizendo que era uma pessoa importante dentro da estrutura do PCC. Depois de passar pelo Hospital Regional para exames, Vieira voltará para presídio, onde estão cinco dos outros recapturados – os outros cinco foram levados para a penitenciária de Concepción.

Os chefões
A polícia paraguaia considera que, dos 75 foragidos, somente uns 20 eram os chefões, criminosos dedicados ao tráfico de armas e drogas na área de fronteira. Os policiais acreditam que eles estão na região, provavelmente ocultos em grandes fazendas, inclusive do lado brasileiro.

Esses chefes, ligados ao Primeiro Comando da Capital, provavelmente vão voltar a Pedro Juan Caballero depois de algum tempo, já que é ali que têm contatos e a possibilidade de continuar tracando armas e drogas.
O resto dos fugitivos seriam apenas “soldados” do PCC e devem estar escondidos na periferia de Pedro Juan Caballero e em localidades próximas.

Nenhum vizinho, mesmo sabendo da presença de um deles, tem coragem de informar a polícia. O temor é que a própria polícia diga aos criminosos quem fez a denúncia. A fuga de Pedro Juan Caballero era prevista. Havia um alerta geral para esse risco em todas as unidades penais do Paraguai. Mesmo assim, os 75 presos escaparam, por um túnel que demorou 20 dias para ser construído, e até pela porta da frente.

Fontes:H2FOZ



Fale com a Redação

nove − oito =