O FC Cascavel viajou para Londrina no fim de semana para enfrentar o time da casa sem ter feito nenhum gol nos dois jogos anteriores e ciente de que passar em branco novamente seria prejudicial aos planos de avançar à semifinal da 1ª Taça do Paranaense de Futebol. Depois de ver sua equipe descer para o vestiário perdendo por 1 a 0, o técnico Paulo Foiani deu uma “chacoalhada” nos jogadores, que nos 45 minutos finais fizeram três gols para virar o placar em 3 a 1.

“[No intervalo] Eu dei ‘puxão de orelha expressivo’, porque via que não era minha equipe no primeiro tempo. Eles precisavam reverter a situação, mas não devido a intensidade do adversário, e sim porque não estávamos sendo o time que treinamos, que busca o gol, que vai pra cima, que tem coragem. E no segundo tempo eles tiveram isso. O Londrina do técnico Alemão é bem organizado, bem postado, difícil de entrar, mas com a saída em velocidade… orientei para fazermos uma saída com três jogadores, puxando um volante pra trás e adiantando os dois laterais, que assim conseguiríamos gerar o espaço. Só que não adiantava eu orientar e eles não fazerem. Então, eles foram competentes e o merecimento e mérito são todo dos atletas. Eles estão de parabéns”, disse Foiani.

BOX

Espantar o Fantasma

Depois de dar o bote no Tubarão, a Serpente Aurinegra tentará agora espantar o Fantasma. O próximo compromisso do FC Cascavel será novamente fora de casa, amanhã, contra o Operário, em Ponta Grossa.