A vertigem e o zumbido são sintomas – e não doenças – que, dependendo do grau de acometimento, podem ser incômodos e até incapacitantes para os indivíduos que sofrem com esses males. Aproximadamente um em cada dez pessoas sofre com algum grau de problema auditivo e quando se trata de zumbido em pessoas acima de 65 anos esse número fica ainda maior, chegando a atingir um terço dos idosos.

Segundo a otorrinolaringologista e otoneurologista Rita de Cássia Cassou Guimarães, de Curitiba, o zumbido e a tontura são problemas que podem ser causados por mais de 200 causas. As vertigens de origem labiríntica são as mais comuns e estima-se que cerca de 42% dos adultos queixam-se de tontura em pelo menos alguma época de suas vidas.

O zumbido, caracterizado como um som nos ouvidos ou na cabeça sem a presença de uma fonte externa não causa surdez, mas a surdez pode provocar zumbido. Os sons provocados pelo zumbido podem ser inconstantes, de intensidade, frequência e características variáveis, inclusive sendo percebidos em um ou ambos ouvidos.

Rita lembra que existe uma doença chamada Doença de Menière, em que dois dos principais sintomas são o zumbido e a vertigem. “A crise típica dessa doença se inicia com uma sensação de pressão no ouvido, com a diminuição da audição e do zumbido. Em seguida vem a vertigem com sensação de rotação, desequilíbrio, náusea e vômitos”, observa.

As crises da Doença de Menière duram, na maioria das vezes, de 20, 30 minutos a várias horas. No intervalo entre as crises não existem sintomas, ainda que possam ocorrer desequilíbrios, zumbidos e diminuição da audição com o progredir da doença. “No início da doença, as crises podem ter somente sintomas auditivos, como o zumbido ou a diminuição da audição, ou só vestibulares, como vertigem e desequilíbrio”.

Ligação

O zumbido e a vertigem estão ligados um ao outro e possuem vários pontos em comum pois são sintomas de alterações do ouvido interno ou labirinto. O mais importante é, quando algum dos sintomas for sentido por qualquer indivíduo, a rápida procura por um otorrinolaringologista de preferência especialista em otoneurologia, que poderá diagnosticar o caso com maior especificidade e descobrir a melhor maneira de tratar os problemas.

Segundo a especialista, assim como o zumbido, a vertigem e a tontura são sintomas comuns de diversas alterações de saúde que provocam o mau funcionamento do labirinto, responsável pela audição e pelo equilíbrio corporal. “A tontura é um sinal de alerta, um alarme de que algo não está bem no organismo”.

A tontura e a vertigem podem ser sentidas devido a várias questões, como distúrbios metabólicos e hormonais ou doenças que afetem os aspectos vasculares.