Curitiba – A vacinação contra a Covid-19 e os investimentos no combate à pandemia no Paraná foram os destaques na apresentação, ontem (5), pela Secretaria de Estado da Saúde à Assembleia Legislativa do Paraná. Em audiência pública realizada pela Comissão de Saúde Pública da Casa, o secretário Beto Preto enfatizou a vacinação no enfrentamento à Covid-19 no Estado. “Sabemos que a guerra contra o vírus ainda não foi vencida, mas precisamos exaltar o esforço e o êxito do Governo do Estado nesta missão de salvar vidas. Já passamos de 97% da população adulta vacinada com pelo menos uma dose e quase 63% deste público está completamente imunizado”, disse.

Os dados de vacinação apresentados são da base do Programa Nacional de Imunizações. Segundo a fonte, 13.652.908 doses foram aplicadas no Estado, sendo 8.174.914 primeiras doses (D1) e 5.421.428 segundas doses (D2) ou doses únicas (DU), além de 13.633 doses adicionais (DA) e 43.110 doses reforço (DR).

Os números de casos, óbitos e internamentos em decorrência da doença tiveram uma diminuição significativa nos últimos meses. “Aliados ao avanço da campanha de imunização no Estado, os índices baixaram e isso só demonstra a eficácia e efetividade das vacinas”, disse o secretário, que apresentou aos deputados o Relatório Detalhado do Quadrimestre Anterior do 2º Quadrimestre de 2021.

Na apresentação também foram destacados os investimentos para custeio de leitos exclusivos para atendimento aos pacientes diagnosticados com a Covid-19 no Estado. Somente entre os meses de maio a agosto deste ano, R$ 122.281.060,16 foram encaminhados para pagamentos referentes a diárias de leitos. Em toda a pandemia, o valor passa de R$ 428 milhões.

“Esses valores são do Tesouro do Estado, considerando somente a diária de leitos, sem incluir o custo do profissional, dos medicamentos e tantos outros investimentos que foram e continuam sendo necessários para possibilitar um atendimento regionalizado e de qualidade para os paranaenses”, afirmou o diretor-geral da Sesa, Nestor Werner Junior.

Quanto ao montante das despesas empenhadas pela pasta com Ações e Serviços de Saúde, que deve ser de 12% da Receita Líquida de Impostos pelo Governo do Estado, cumprindo a exigência legal, o órgão já atingiu R$ 2.775.836.037,06 em empenhos, ou 10,99%.

 

Eletivas

A audiência também apontou os números represados de procedimentos cirúrgicos eletivos do Paraná, devido ao enfrentamento da Covid-19, e a utilização dos serviços de saúde para o combate à doença. No 2º quadrimestre deste ano foram feitos 8.498.006 exames ambulatoriais eletivos, perfazendo o total de R$ 163.549.012,17 investidos para esta finalidade. Quanto aos procedimentos hospitalares, o Paraná registrou 9.732 neste mesmo período, somando R$ 24.723.866,04 em recursos.

Beto Preto ressaltou a reorganização do sistema público de Saúde para o pós-pandemia, incluindo os R$ 50 milhões do Tesouro do Estado que devem ser destinados exclusivamente para procedimentos eletivos, recurso já incluído no projeto de Lei Orçamentária Anual de 2022, entregue na segunda-feira (4) ao Legislativo. (AENotícias)

 

Estado recebe mais de 344 mil doses

As 344.210 doses da vacina contra a Covid-19 referentes à 56ª pauta de distribuição do Ministério da Saúde chegaram ao Paraná ontem (5). A primeira parte, com 182.750 imunizantes da AstraZeneca/Fiocruz, desembarcou no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, às 10h, no voo AD 4193. O restante do lote, composto por 161.460 vacinas da Pfizer/BioNTech, chegou às 13h, no voo LA 3443.

As 182.750 doses da AstraZeneca/Fiocruz são destinadas para D2, referente às 31ª e 35ª pautas. Das 161.460 vacinas da Pfizer/BioNTech, 141.570 são para segundas doses (D2), da 36ª pauta, e 19.890 para dose de reforço (DR) de trabalhadores da saúde que tenham completado o esquema vacinal até 15 de abril.