Usina Baixo Iguaçu está pronta para operar

Capitão L. das Marques – Com as obras da Usina Hidrelétrica Baixo Iguaçu finalizadas, a expectativa agora é pelo início de geração de energia elétrica.

ALEP Outubro e Novembro

Ela terá capacidade de 350,2 MW em um grande empreendimento que abrange parte do oeste e do sudoeste do Paraná, no Rio Iguaçu, entre os municípios de Capanema e Capitão Leônidas Marques. A previsão de entrega para operação da primeira unidade geradora, de um total de três instaladas, segue sendo este mês de dezembro.

Segundo o diretor de Contrato da Odebrecht Engenharia e Construção, responsável pela obra, Luís Fernando Rahuan, o primeiro processo de início de geração de energia estaria pronto para operação neste mês.

A Usina informa que estão sendo realizados testes com abertura e fechamento das comportas. Durante a semana, famílias atingidas pela barragem disseram que o alagamento havia começado. Conforme a usina, trata-se de um experimento daquilo que deve anteceder o enchimento definitivo do reservatório. Esses testes garantirão que nada dê errado no momento da inundação.

A expectativa é para que isso aconteça em ainda neste ano, possivelmente na última semana de dezembro, mas a data exata não foi divulgada.

Tensão

Enquanto na usina a expectativa é pelo início da geração de energia, fora dela proprietários de áreas atingidas pela obra ainda tentam chegar a um consenso sobre as desapropriações.

Conforme o movimento que representa os atingidos, de quase mil afetados pela barragem, em torno de 100 não chegaram a um acordo. Outros 30 já teriam ingressado com ações judiciais por discordarem dos termos e valores de suas respectivas desapropriações.

Entre paradas e caminhadas, é mais de uma década de trabalho na estrutura da usina que teve seu processo de implantação travado em decorrência de entraves com licenças ambientais, somado a uma cheia histórica que inundou a região em 2014, o que contribuiu para retardar a conclusão dos trabalhos.

ACIC OUTUBRO 2020

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação