Um homem revolucionário

Percy de Oliveira Júnior - Nascimento: 26/07/1952 - Falecimento: 16/09/2019

Percy de Oliveira Júnior herdou, além do nome do pai, a criatividade e o talento para trabalhar com publicidade e propaganda. Natural de Adamantina (SP), Percy já exercia a profissão quando conheceu Carmen Regina Dias, na época estudante de Direito.

Os dois viveram juntos por muitos anos, mas nunca oficializaram a união. “Nós somos dois revolucionários e, na época, a revolução era fugir do padrão”, conta Carmen.

Em 1983 o casal decidiu que São Paulo não era um bom lugar para viver e encontrou em Maringá um local próspero para tocar a agência de publicidade que tinham. E, 11 anos depois, os dois vieram para Cascavel.

“O Percy era muito criativo. Em 40 anos como publicitária eu não conheci ninguém com a capacidade de imaginar projetos com a rapidez e com a segurança que ele tinha”, destaca Carmen.

Nos caminhos da filosofia

Apesar de ter ganhado a vida como publicitário, Percy de Oliveira Júnior sempre gostou muito de filosofia e era um incansável questionador.

Em março de 2019 ele se graduou pela Unioeste de Toledo em filosofia. “Ele nasceu filósofo, um homem de biblioteca, que lia vários livros ao mesmo tempo e sabia versar sobre tudo, discutir como um filósofo… Um dia depois de sua formatura ele chegou à minha casa com o diploma e disse que a gente sempre pode realizar nossos sonhos e completar nossa obra”, lembra Carmen Dias.

No dia em que colou grau, Percy foi homenageado com uma caneta por seus professores.

Ele estava se preparando para lecionar e planejava levar a filosofia para as comunidades onde o acesso ao estudo é pequeno.

A despedida

No domingo dia 15 de setembro, Percy Júnior estava na rua quando percebeu que iria desmaiar e recebeu ajuda de um rapaz, que ligou para um amigo próximo de Percy. Ele foi levado ao hospital, onde sofreu vários infartos sequenciais. Foi reanimado, passou por um cateterismo e, no dia seguinte, já no quarto, sofreu outro infarto às 15h15, desta vez fulminante.

Percy deixa as filhas Iris e Jade, o filho Pedro e o neto Erik.

 



Fale com a Redação

5 × cinco =

1 comentário

  1. iris de oliveira Responder

    A saudade é infinita pai. Te amo para todo o sempre! <3